InícioPolíticaEm encontro na Acic, governador Jorginho Mello recebe pleitos do Sul

Em encontro na Acic, governador Jorginho Mello recebe pleitos do Sul

Cumprindo agenda em Criciúma nesta segunda-feira, dia 18, o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, foi recepcionado por lideranças empresariais, políticas e comunitárias e convidados em evento realizado na Associação Empresarial de Criciúma (Acic). Durante o encontro, foram detalhadas ações do governo, com a presença também de secretários de Estado.

Representantes da Acic, da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma e da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) aproveitaram a visita para entregar ao governador um documento com demandas do Sul do Estado em diferentes áreas.

Na infraestrutura, os pleitos incluem a execução de obras na malha viária, o fortalecimento do Porto de Imbituba e do Aeroporto Regional de Jaguaruna, importantes vetores do desenvolvimento econômico na região.

Ainda na economia, a ampliação da oferta e redução dos custos do gás natural para assegurar a competitividade das empresas, além da concretização do Plano de Transição Energética Justa.

“A região possui um grande potencial, que para ser plenamente desenvolvido, requer a concretização de projetos e obras estruturantes. Nesse sentido, ressaltamos a importância da união entre a administração pública, iniciativa privada e a academia. Juntos, certamente conseguiremos avançar no crescimento e desenvolvimento do Sul do Estado”, entende o presidente da Acic, Valcir José Zanette.

Investimentos estão projetados

“Nós saneamos as contas e, dessa forma, conseguimos investir em melhorias nas rodovias de Santa Catarina e vamos continuar investindo. Para estimular a aviação regional, reduzimos o ICMS do combustível. Estamos revitalizando os 16 aeroportos do Estado e vamos privatizar o aeroporto de Jaguaruna, para suprir a demanda e impulsionar o Sul de Santa Catarina. Isso estará resolvido em no máximo 90 dias”, comprometeu-se o governador.

“Para o Porto de Imbituba, temos todas as obras contratadas. Nos próximos dois anos, o porto terá a capacidade de operação ampliada e poderá atender os grandes navios, até quatro ao mesmo tempo”, acrescenta o secretário de Portos, Aeroportos e Ferrovias, Beto Martins.

As demandas apresentadas pela classe empresarial contemplam ainda a saúde, a educação e a segurança pública.

A Nova Economia Catarinense

Durante o painel “A Nova Economia Catarinense”, realizado na Acic nesta segunda-feira, secretários de Estado detalharam ações empreendidas e planejadas em diferentes áreas.

Além do secretário Beto Martins, participaram os secretários Marcelo Fett, da Ciência, Tecnologia e Inovação; Sílvio Dreveck, da Indústria, Comércio e Serviços; Ricardo Guidi, do Meio Ambiente e Economia Verde; Ricardo Grando, secretário-adjunto de Infraestrutura, além de outros integrantes da equipe de Governo.

Presente ao encontro, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, ressaltou a importância das parcerias entre Estado e município na prestação do serviço público. “O resultado desse grande trabalho é sentido pela população”, considera.

Demandas

Infraestrutura

– Duplicação da SC-445, da BR-101 até Içara, e de Içara a Criciúma;

– Conclusão da SC-442, entre Cocal do Sul e Morro da Fumaça;

– Duplicação da SC-108, entre Criciúma e Urussanga;

– Pavimentação da SC-108, entre Jacinto Machado e Praia Grande;

– Implantação do Anel de Contorno Viário de Cocal do Sul;

– Extensão da Via Rápida até Balneário Rincão;

– Conclusão das obras da Serra do Faxinal;

– Apoio à conclusão da BR-285 no trecho catarinense e o engajamento com os representantes políticos para viabilizar a obra no trecho gaúcho.

– Concretização da Parceria Público-Privada no Aeroporto Regional de Jaguaruna, garantindo os investimentos e melhorias necessários para atender à demanda da região;

– Investimentos no Porto de Imbituba, visando seu desenvolvimento e ampliação da capacidade operacional.

Saúde

– Manter o equilíbrio financeiro das instituições prestadoras dos serviços de saúde pública.

Segurança Pública

– Aumentar o efetivo das polícias Civil e Militar;

– Ampliar os investimentos em inovação e tecnologia nos serviços de segurança;

Educação

– Melhorar a qualidade do Ensino Médio e do Ensino Profissionalizante, visando a formação de profissionais qualificados para o mercado de trabalho, fortalecendo a competitividade e eficiência da indústria.

Gás Natural

– Expandir a oferta e reduzir os custos do gás natural para assegurar a competitividade das empresas.

Transição Energética Justa (TEJ)

– Concretização do Plano de Transição Energética Justa de Santa Catarina.

Colaboração: Deize Felisberto / Assessoria de Imprensa da Acic