Vovó de 89 anos produz 600 máscaras enquanto ouve Beatles

Quando tomou conhecimento da pandemia do coronavírus e da necessidade de ficar isolada em quarentena, a avó Teresa Provo não teve dúvidas: morando sozinha aos 89 anos na cidade de Chicago, nos EUA, ela juntou seu talento para a costura, seu amor por sua família e seu prazer em ouvir a música da maior banda de todos os tempos, e foi ao trabalho. Ao som dos Beatles, Teresa passou a ocupar seus dias costurando máscaras – inicialmente para cada um dos 50 membros de sua família, para protege-los na pandemia.

Teresa juntou todo o tecido que possuía, e personalizou cada máscara para cada parente, com símbolos de seus times preferidos, e incluindo bilhetes manuscritos, enviou as máscaras pelo correio para todo o país. Todo seu trabalho foi realizado ao som de sua banda preferida: os Beatles. Na filmagem abaixo, a canção não poderia ser mais apropriada: “Help!”, de John Lennon. “Ela adora os Beatles, porque quem não gosta?!“, disse Amy Szabo, neta de Teresa, em entrevista para um canal de TV local.

Com o passar do tempo, o gesto de Teresa foi além, e depois de entregar as máscaras para toda sua família, ela se reuniu em parceria com um grupo de idosos de Chicago para costurar máscaras para todos os moradores do lar de repouso onde Teresa vive.

Familiares de Teresa com suas máscaras © arquivo pessoal

 

Duas semanas depois, o grupo já confeccionou mais de 600 máscaras, mas os trabalhos não param. “Levamos duas semanas, mas terminamos”, disse a idosa. “Mas eu ainda estou trabalhando em algumas”, ela diz, preparando suas agulhas enquanto a próxima música dos Beatles começa.

© arquivo pessoal

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mundo | Taj Mahal recebe 1ºs visitantes em meio a aumento de casos

A Índia reabriu o Taj Mahal após seis meses nesta segunda-feira, com os primeiros visitantes entrando no famoso monumento enquanto as autoridades relatavam 86.961 novas infecções por coronavírus em todo...

Freiras brasileiras são sequestradas por terroristas em Moçambique

Duas freiras brasileiras foram feitas reféns por 24 dias por extremistas islâmicos em Moçambique, na África. Ambas já foram liberadas, mas em estado de...

Pescaria Brava | Pacientes crônicos serão testados

Após os mais de 1,5 mil idosos acima de 60 anos de Pescaria Brava serem testados para o novo coronavírus, a secretaria de Saúde...

Profissionais do setor de eventos farão manifestação nesta terça-feira em Criciúma

Profissionais do setor de eventos do Sul do Estado farão uma manifestação nesta terça-feira (21), em Criciúma, pedindo que sejam ouvidos pelas autoridades governamentais...