Vila italiana é vista novamente após ficar submersa por 71 anos

Uma vila engolida pela água pode vista novamente, após 71 anos. Curon, localizada no norte da Itália, foi intencionalmente inundada em 1950, para dar lugar ao reservatório de uma usina hidroelétrica.

O lago foi temporariamente dragado para reparos programados na usina, e se tornou local de visitação turística.

O local só não ficou totalmente debaixo d’água por causa de uma torre construída no século 14, que ainda podia ser vista no meio do chamado Lago Resia.

A construção é considerada assustadora pelo visitantes, por se projetar do meio de um lago, e até inspirou uma série de terror, com o mesmo nome da vila.

Agora, turistas e descendentes de moradores aproveitam o momento para explorar novamente os restos da vila.

Na época da inundação, cerca de 1.000 moradores, que viviam em 160 casas, tiveram que ser remanejados para o governo completar as obras da barragem, que uniu e ampliou dois lagos naturais da região.

As obras de drenagem começaram há alguns meses, e em abril a área ficou quase totalmente seca.

Com as restrições por causa da pandemia de covid-19, praticamente ninguém visitou a região. Mas, com um afrouxamento das regras de lockdown locais, turistas puderam ir ao local e imagens de Curon seca começaram a se espalhar nas redes sociais.

O momento vai durar pouco: a água deve começar a encher novamente a antiga no próximo dia 27, e em algumas semanas ela terá desaparecido de novo — com exceção da torre.

  • HORA 7 | Filipe Siqueira, do R7, com Reuters

Foto : Reprodução/INSTAGRAM/@LUISA2506

ÚLTIMAS NOTÍCIAS