Vereador Osvaldo Cruzzetta, registrou na tribuna seu repúdio sobre o indeferimento de Indicações por parte da Prefeitura

O vereador Osvaldo Cruzetta, diante da resposta de indeferimento das Indicações Nºs 017 e 019/2021, referente ao IPTU, se manifestou na Sessão passada na Câmara de Vereadores de Orleans. Segundo o vereador Osvaldo a resposta é um desrespeito a casa e que se poderia sim mudar a Lei para atender o pedido da população. O vereador insiste em dizer que os maiores beneficiados são os contribuintes por isso do pedido do Legislativo, o vereador não concordou com as palavras através de documento que foi enviado a câmara na última sessão do dia 12/04.

A indicação 19/2021 indeferida solicitava ao Executivo que se prorrogue o pagamento do IPTU para os meses de setembro, outubro e novembro, e seja dado os mesmos 30% de desconto em cada uma das parcelas, em virtude da forte crise gerada pela COVID-19. “Já o conteúdo da indicação 17/2021 de autoria dos vereadores Luiz Cristóvão Crocetta, Euclides Pilon, Gabriel Bianco, Maiara Dalponte Martins, Marlise Maria Salvador Zomer, Mirele Debiasi, Osvaldo Cruzetta, Paulo Canever, Pedro João Orbem, Rodinei Pereira e Valter Orbem, que tinha como objeto “Sugerir que o Chefe do Poder Executivo promova a possibilidade de parcelamento do IPTU com o desconto, em razão dos impactos ocasionados pela pandemia do Coronavírus”.

Pandemia

Osvaldo também questionou os valores que o município tem investido no combate a pandemia uma vez que até o momento não se sabe onde foi aplicado. O que se viu até o momento foram investimentos federais.

Redação

ÚLTIMAS NOTÍCIAS