Vacinas da gripe e covid podem ser aplicadas no mesmo dia, diz Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde publicou na última quarta-feira (29) nova orientação referente às vacinas da gripe e da covid-19, que agora podem ser aplicadas no mesmo dia. Postos de vacinação no País já podem seguir a nova determinação do ministério, pois a medida já vale a partir desta quinta-feira (30).

O documento do ministério explica que a recomendação inicial de 14 dias de intervalo entre os imunizantes foi fundamentada “principalmente na necessidade de monitoramento mais aprofundado do perfil de segurança das vacinas covid-19 com o início do seu uso em larga escala na população, bem como na ausência de estudos específicos.”

Porém, segundo a pasta, até o momento já foi possível acumular um grande volume de dados de segurança em relação às vacinas em cenário de vida real, não sendo mais necessário o intervalo entre as aplicações. A decisão também tem como objetivo ampliar a cobertura da principal campanha de vacinas no País e incentivar a população a se proteger contra as duas doenças.

A nota técnica do Ministério da Saúde enfatiza que ao realizar a administração simultânea de diferentes vacinas o profissional de saúde deve estabelecer estratégias para minimizar o risco de erros. “Idealmente, cada vacina deve ser administrada em um grupo muscular diferente, no entanto, caso seja necessário, é possível a administração de mais de uma vacina em um mesmo grupo muscular, respeitando-se a distância de 2,5 cm entre uma vacina e outra, para permitir diferenciar eventuais eventos adversos locais”.

O Brasil possui 64.274.451 doses aplicadas da vacina contra a gripe, segundo o Painel Influenza, do Ministério da Saúde. Os totalmente imunizados contra a covid-19, com segunda dose ou dose única, são 88.983.740, o que representa 42,19% da população. A dose de reforço já foi aplicada em 804.433 pessoas.

Reportagem: Manuela Correa

Fonte: Brasil 61

ÚLTIMAS NOTÍCIAS