InícioNotíciasUso de colágeno tem aumentado no cotidiano dos brasileiros, segundo pesquisa

Uso de colágeno tem aumentado no cotidiano dos brasileiros, segundo pesquisa

Conhecida como uma proteína de rápida absorção que pode ser encontrada até mesmo dentro do nosso organismo. O colágeno é também responsável por contribuir para a elasticidade e resistência da pele, para a saúde das unhas e cabelos, além de constituir as fibras que sustentam os tecidos do corpo, como: ossos, músculos, tendões e articulações.

Devido a isso, o consumo do mesmo tem apresentado uma crescente significativa no Brasil. Segundo a última pesquisa “Hábitos de Consumo de Suplementos Alimentares no Brasil”, realizada pela Toledo & Associados e divulgada pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad) revela um aumento de 167% no consumo de colágeno de 2015 para 2020 no Brasil.

Esses dados colaboram para uma afirmativa de que o colágeno tem sido mais presente na vida e cotidiano das pessoas, o estudo afirma que existe um crescente em relação a confiança do consumidor na categoria, pois 98% dos pesquisados se dizem satisfeitos ou muito satisfeitos com o seu uso.

Para o Médico, Dr. Timotheos Wu, o aumento pela busca do colágeno, se leva em conta pela “a conscientização das brasileiras (os) com a necessidade do autocuidado e reconhecimento dos benefícios que o colágeno traz para a saúde não só da pele, mas como também dos cabelos, unhas e articulações”.

O médico também é cofundador da empresa Miya Kea, responsável por ser até então o único suplemento de colágeno líquido disponível no Brasil que oferece a dose diária ideal (de acordo com pesquisas científicas) que tem como objetivo alcançar resultados positivos e eficazes para os seus clientes.

“Além de ser o único shot líquido de colágeno no Brasil pronto para tomar, é de procedência japonesa e de baixíssimo peso molecular que é absorvido direto na corrente sanguínea, contribuindo para melhor biodisponibilidade da ação do peptídeo de colágeno e trazendo um efeito mais evidente e rápido para os consumidores. Lembrando que além de 6000mg de peptídeo de colágeno hidrolisado marinho, o colágeno da Miya contém as vitaminas A, B, C, E, selênio, Espirulina, antioxidantes e coenzima q10”, explicou.

Essa alta pode estar relacionada também aos benefícios que o colágeno pode representar para o corpo, alguns estudos afirmam que além de prevenir o envelhecimento precoce, elas mantêm as cartilagens hidratadas e seguram o cálcio e outros minerais no interior do tecido ósseo. Os benefícios do colágeno também se refletem nos cabelos, mantendo a espessura, o brilho e a resistência.

Ainda segundo a pesquisa, foi feito um estudo mais específico sobre o consumo durante a pandemia da COVID-19. Dentre as pessoas que já consumiam suplementos alimentares, 48% aumentaram seu consumo durante a quarentena, sendo que 42% consumiram visando complementar a alimentação e 91% fortalece a imunidade. Destes, 70% declararam que continuarão consumindo os produtos, mesmo após o fim da pandemia.

Fonte: Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad)

Contatos da assessoria: Email: cliente@assessoria.com.br