Um em cada cinco casais tem problema para engravidar

“Idade fértil, DSTs, endometriose e baixa qualidade de espermatozoide são algumas causas da doença”

Junho é o mês Mundial de Conscientização da Infertilidade. Segundo informações da OMS (Organização Mundial de Saúde) 15% da população sofre com a dificuldade de engravidar. Os números chegam a 80 milhões de pessoas em todo o mundo, sendo 8 milhões de casos apenas no Brasil.

Dados do IBGE comprovam que as mulheres estão optando por adiar os planos de maternidade devido a outras prioridades, que incluem investimento em carreira profissional e a dificuldade de encontrar o parceiro que considere ideal. Com o passar dos anos, a diminuição progressiva da fertilidade acaba sendo natural. “A fase mais fértil da mulher acontece na faixa dos 25 aos 30 anos. Após esse período, é normal a diminuição da produção e da qualidade dos óvulos”, afirma Fernando Prado, ginecologista e obstetra especialista em reprodução humana, responsável médico da Clínica Neo Vita.

Para um casal ser considerado infértil é preciso estar tentando engravidar, sem o uso de nenhum método contraceptivo, pelo período de 12 meses. Se a gestação não acontecer naturalmente, é hora de procurar ajuda de um especialista.

Doenças sexualmente transmissíveis, menopausa precoce, além de efeitos colaterais de tratamentos oncológicos estão entre os fatores que podem colaborar para o desenvolvimento da infertilidade. “A doença tubária, por exemplo, decorrente de DSTs é responsável por praticamente 25% dos casos de infertilidade conjugal”, complementa o especialista.

A endometriose também representa 10% dos casos da infertilidade feminina. “A doença é diagnosticada pelo crescimento anormal do revestimento interno do útero. Geralmente começa com lesões superficiais, facilmente tratáveis, mas pode evoluir para quadros graves que atingem os ovários e intestino”, explica. Segundo o último estudo da Sociedade Européia de Reprodução Humana e Embriologia, cerca de 60% das mulheres afetadas pela endometriose conseguirão engravidar.

Mesmo com todo esse cenário, nem sempre a dificuldade de engravidar ocorre por causa da mulher. “Em números pode-se dizer que 40% dos casos de infertilidade é responsabilidade da mulher e 40% do homem. Os outros 20% não possuem causas definidas”, enfatiza Prado.

Nos homens a causa mais comum de infertilidade está relacionada a baixa contagem e qualidade de espermatozóide. Há históricos também em que a varicocele, doença que interfere na drenagem do sangue dos testículos, interfere na fertilidade masculina.

Muitos casos de infertilidade estão sendo solucionados com o avanço dos tratamentos de reprodução assistida como a fertilização in vitro. “Mesmo assim a idade da mulher continua sendo fundamental para o bom prognóstico e sucesso na gestação”, finaliza.

Colaboração: Karina Martins

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cinema | Tom Cruise é flagrado em filmagens de Missão: Impossível em Veneza

O astro Tom Cruise voltou a ser flagrado por fãs e paparazzi filmando cenas de ação da franquia “Missão: Impossível” na Itália. Os novos...

‘Para nós, pouco importa de onde vem a vacina’, diz presidente da Anvisa

O diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antônio Barra, disse nesta 4ª feira (21.out.2020) que a agência reguladora se manterá “fora da discussão política” e...

Papa do ‘fim do mundo’ volta a desafiar tradição da Igreja

BRASÍLIA - O apoio do Papa Francisco às leis para a união civil entre pessoas do mesmo sexo, divulgado nesta quarta-feira, 21, num documentário exibido no Festival...

Gruta de acesso as localidades do interior de Orleans está sofrendo invasão de furto de flores

As caminhadas costumam começar bem cedinho principalmente nos fins de semana e feriado, e seguem até por volta das 16h já que escurece cedo,...