Ufólogos analisam fotos e vídeos com luzes desconhecidas no céu do Rio Grande do Sul

Luzes desconhecidas no céu têm intrigado moradores do norte gaúcho e do litoral sul catarinense. Na divisa de estados, surgiram esferas luminosas que causaram clarão. Ainda que com baixa qualidade de imagem, testemunhas conseguiram registrar o fenômeno.

Quem é testemunha garante não ter presenciado a movimentação de um meteoro, um satélite, um planeta ou uma estrela. O Observatório Heller & Jung, associado à Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon, na sigla em inglês), investiga o caso.

O observatório tem um software de registro de análise de meteoros que cobre em 360 graus todo o Rio Grande do Sul, além de Santa Catarina, Paraná, parte de São Paulo, Uruguai, parte da Argentina e Paraguai.

Ao fazer uma análise inicial das imagens feitas por testemunhas, o coeditor e coordenador do Grupo de Análises de Imagens da Revista UFO, Toni Inajar, trabalhou com as duas primeiras frentes para eliminar todas possibilidades explicáveis: manipulação de imagens e visualização de satélites ou meteoros.

Inajar garante não ter encontrado nenhum sinal de fraude nas fotos e considerou o possível avistamento de satélites porque, no horário indicado, dois estavam passando pela região.

Ufólogo e editor da Revista UFO, Ademar José Gevaerd acredita que há uma “onda ufológica” com componente sociológico no Sul do país, neste momento. Quando uma pessoa fala, outras criam a coragem para também compartilhar as próprias experiências.

Não atos, os registros de fenômenos desconhecidos por parte de moradores vem se acumulando desde 24 de junho, quando a página Cidreira RS, coordenada por Jean Paul Cunha, publicou o primeiro relato.

Na segunda-feira (29), já eram mais de 1,3 mil comentários, a maioria de pessoas que também teriam visto algo diferente no céu do Litoral. Gevaerd diz que a região do litoral gaúcho até Araranguá, em Santa Catarina, é uma área de grande intensidade de avistamento de óvnis.

O litoral norte gaúcho é conhecido por especialistas em ufologia (estudos relacionados a óvnis) do mundo inteiro porque, de acordo com estudos da área, haveria uma passagem para outra dimensão entre o mar e a Lagoa da Fortaleza, próximo à Praia das Cabras, no limite de Cidreira e Tramandaí. Em 2018, o canal de televisão History Channel fez, inclusive, um episódio inteiro sobre o portal dimensional para a série brasileira “De Carona com os Óvnis”, que descreve os fenômenos ufológicos no Brasil.

Redação Hypeness

Foto: Reprodução / Arquivo pessoal do morador Rudinei Rosa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

O Mineiro de carvão do distrito de Guatá, homenageado pela sua coragem e bravura…

Esta homenagem está localizada na praça de entrada do distrito de Guatá em Lauro Müller desde 2013, gestão do prefeito  Fabrício.

Educação: Os números do Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019 revela que o Brasil continua perdendo a corrida educacional. Elaborado a cada dois anos...

Criciúma | CDL reúne lojistas e profissionais do varejo para cocriar o Natal 2020

"Evento realizado virtualmente teve como intuito construir de forma coletiva a maior data do comércio". A manhã desta sexta-feira (18) foi marcada pela inovação, criatividade...

Produtores de arroz de SC não são responsáveis pelo preço

Os altos preços pagos pelo arroz alcançaram uma pequena parcela dos produtores catarinenses, avalia Gláucia Padrão, analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola...