Ufólogos analisam fotos e vídeos com luzes desconhecidas no céu do Rio Grande do Sul

Luzes desconhecidas no céu têm intrigado moradores do norte gaúcho e do litoral sul catarinense. Na divisa de estados, surgiram esferas luminosas que causaram clarão. Ainda que com baixa qualidade de imagem, testemunhas conseguiram registrar o fenômeno.

Quem é testemunha garante não ter presenciado a movimentação de um meteoro, um satélite, um planeta ou uma estrela. O Observatório Heller & Jung, associado à Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon, na sigla em inglês), investiga o caso.

O observatório tem um software de registro de análise de meteoros que cobre em 360 graus todo o Rio Grande do Sul, além de Santa Catarina, Paraná, parte de São Paulo, Uruguai, parte da Argentina e Paraguai.

Ao fazer uma análise inicial das imagens feitas por testemunhas, o coeditor e coordenador do Grupo de Análises de Imagens da Revista UFO, Toni Inajar, trabalhou com as duas primeiras frentes para eliminar todas possibilidades explicáveis: manipulação de imagens e visualização de satélites ou meteoros.

Inajar garante não ter encontrado nenhum sinal de fraude nas fotos e considerou o possível avistamento de satélites porque, no horário indicado, dois estavam passando pela região.

Ufólogo e editor da Revista UFO, Ademar José Gevaerd acredita que há uma “onda ufológica” com componente sociológico no Sul do país, neste momento. Quando uma pessoa fala, outras criam a coragem para também compartilhar as próprias experiências.

Não atos, os registros de fenômenos desconhecidos por parte de moradores vem se acumulando desde 24 de junho, quando a página Cidreira RS, coordenada por Jean Paul Cunha, publicou o primeiro relato.

Na segunda-feira (29), já eram mais de 1,3 mil comentários, a maioria de pessoas que também teriam visto algo diferente no céu do Litoral. Gevaerd diz que a região do litoral gaúcho até Araranguá, em Santa Catarina, é uma área de grande intensidade de avistamento de óvnis.

O litoral norte gaúcho é conhecido por especialistas em ufologia (estudos relacionados a óvnis) do mundo inteiro porque, de acordo com estudos da área, haveria uma passagem para outra dimensão entre o mar e a Lagoa da Fortaleza, próximo à Praia das Cabras, no limite de Cidreira e Tramandaí. Em 2018, o canal de televisão History Channel fez, inclusive, um episódio inteiro sobre o portal dimensional para a série brasileira “De Carona com os Óvnis”, que descreve os fenômenos ufológicos no Brasil.

Redação Hypeness

Foto: Reprodução / Arquivo pessoal do morador Rudinei Rosa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Siderópolis registra 12ª morte pela Covid-19

A Prefeitura de Siderópolis informa, com grande pesar, mais uma morte por Covid-19 que ocorreu na quinta-feira, dia 26, uma moradora, de 68 anos,...

Funerária Zapelini informa o falecimento do Sr. Agenor Menegasso conhecido por “Noinha”

Faleceu ontem dia (27) ás 11h em sua residência  com a idade de 73 anos o senhor Agenor Menegasso mais conhecido por "Noinha", deixa...

Sindilojas divulga horário do comércio durante o Natal em Laguna

O Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Laguna (SindiLojas), divulgou nesta sexta-feira, 27, o horário especial do comércio para o período natalino em Laguna. Segundo...

ESPORTE | Próspera vence e volta à liderança da Série B

Próspera chegou aos 13 pontos na Série B do Campeonato Catarinense e está próximo do retorno à Primeira Divisão do Futebol Catarinense. A vitória...