TVs a cabo piratas: Ministério da Justiça faz operação em 11 estados

Sob coordenação da Secretaria de Operações Integradas (Seopi/MJSP), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi deflagrada, nesta terça-feira (21/6), a quarta edição da Operação 404, com foco na repressão de crimes praticados contra a propriedade intelectual na internet.

Policiais civis cumprem, por determinação judicial, mandados de busca e apreensão, bloqueio e/ou suspensão de sites e aplicativos de streaming ilegal de conteúdo, desindexação de conteúdo em mecanismos de busca e remoção de perfis e páginas em redes sociais.

Segundo o Ministério da Justiça, os investigados capturavam o sinal de canais de televisão fechada e cobravam para repassá-los a assinantes do serviço de pirataria.

Onze estados brasileiros — AL, BA, ES, GO, MG, MT, PA, PE, RJ, RS e SP — e dois países – Estados Unidos e Reino Unido — participam da operação.

Em abril deste ano, A Polícia Civil e a Agência Nacional do Cinema (Ancine) deflagraram outra fase da Operação 404. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão contra a pirataria em serviços de TV por assinatura no Rio de Janeiro. De acordo com as investigações, o prejuízo estimado ultrapassa R$ 100 milhões.

Os alvos foram três sites de pirataria de TV por assinatura, dois de streaming ilegal e um de IPTV, que juntos totalizam 46 milhões de acessos ilegais a esse tipo de conteúdo .

Foto:Rapeepong Puttakumwong/ Getty Images

ÚLTIMAS NOTÍCIAS