Tubarão | Grupo Cáritas Diocesana segue ensinando profissão a imigrantes

Numa ação solidária, imigrantes atendidos pelo grupo Cáritas Diocesana de Tubarão estão aprendendo uma profissão. Está em andamento o projeto “Padaria Solidária dos Imigrantes”.

Nos encontros que acontecessem semanalmente, respeitando as regras sanitárias contra a covid-19, homens e mulheres realizam um curso de panificação.

De acordo com o tesoureiro e voluntário do grupo Cáritas, Ângelo Dela Giustina, o projeto é uma forma de garantir trabalho e renda às pessoas que vêm de outras nações em busca de oportunidades. “Como já tínhamos os maquinários, resolvemos colocar esse projeto em atividade para que essas pessoas possam aprender uma profissão”, conta.

No curso, que seguirá até o fim do ano, são feitos pães caseiros, pães de leite e bolo de banana com casca. “Todos os itens feitos pelos alunos imigrantes são entregues a eles param que possam vender e fazer renda. Muitos deles estão sem emprego e, com isso, podem conseguir arrecadar valores para ajudar nas suas despesas”, comenta o voluntário.

Conforme Ângelo, são seis alunos que deram início às aulas. “Alguns já conseguiram emprego. Outros ainda seguem realizando as aulas. Como já tínhamos as máquinas, também conseguimos os ingredientes e tudo vai sendo feito com carinho e dedicação. Em seguida, quando o curso acabar, eles vão ter a oportunidade de usar o espaço, comprar os ingredientes e fazer seus produtos”, explica o voluntário.

O projeto é um empreendimento de economia solidária, onde todos os pães e bolos produzidos serão destinados para geração de trabalho e renda para os participantes. Os produtos, inicialmente, serão vendidos porta a porta.

Como atua a Cáritas em ajuda humanitária

A Cáritas International é uma confederação de 167 organizações humanitárias da Igreja Católica que atua em mais de 200 países. Sua missão é trabalhar para construir um mundo melhor, especialmente para os pobres e oprimidos. Em Tubarão, a Cáritas foi criada em 1960 para atender ao programa de alimentos. Nos anos 70, foi desativada. Ressurge em 1992. Dela participam diversas entidades assistenciais, pastorais, Lar da Menina, Vicentinos, hospital e outros.  A partir de 2002, a Cáritas Diocesana de Tubarão começa a ter um outro rosto, acompanhando as mudanças que ocorrem na Cáritas Nacional. A Cáritas, junto com as pastorais sociais, que se tornam suas associadas, vai atuar mais na linha de formação para a cidadania, especialmente na linha de políticas públicas e controle social.

Esta informação é do Diário do Sul

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

19ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

Até o dia 28 de novembro acontece a 19ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis (SC). O evento conta com o patrocínio da Statkraft Brasil. Os filmes serão...

MUNDO | Emergência climática revela cadáveres ‘enterrados’ em geleiras

O aquecimento global tem dado sinais um tanto macabros de sua ação na natureza. As temperaturas mais altas têm revelado nas geleiras da Suíça...

Povos indígenas poderão ser incluídos na rede socioassistencial do Brasil

As famílias de povos indígenas foram inclusas, pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), nos serviços e benefícios ofertados pela rede socioassistencial. A inclusão...

Avô será indenizado após presentear neta, em suas bodas, com refrigerador estragado

Um avô que presenteou a neta, por ocasião de seu casamento, com um refrigerador entregue sem funcionar e amassado em sua lataria, será indenizado...