Tribunal confirma júri para motorista de Camaro acusado por homicídio nos Ingleses

A 4ª Câmara Criminal do TJ, em sessão na tarde desta quinta-feira (20/8), rejeitou o pedido da defesa e mandou a júri o motorista de um Camaro acusado de homicídio consumado e três tentativas de homicídio, além do crime de omissão de socorro, registrados na madrugada de 1º de janeiro de 2017, no distrito dos Ingleses, norte da Ilha de Santa Catarina.

Segundo o desembargador Sidney Dalabrida, relator do recurso, há amplo material probatório nos autos a indicar que o acusado imprimia alta velocidade em movimentada via pública e, ao ser ultrapassado por outro veículo, logo após uma lombada acelerou bruscamente para impedir que ele completasse a ultrapassagem.

Desta forma, colidiu com a lateral desse outro carro, perdeu o controle da direção, saiu da pista, chocou-se contra um terceiro automóvel e, desgovernado, atropelou três pessoas até colidir com um quarto carro. A denúncia ressalta que o motorista do Camaro fugiu do local sem prestar socorro às vítimas, demonstrando apenas preocupação com os danos causados ao seu veículo.

Segundo Dalabrida, a prova pericial demonstrou velocidade excessiva para o local, cujo limite é de 60 km/h, logo após uma lombada e faixa de pedestres. Afirmou o relator que as provas corroboram a alegação de que o acusado agiu com desprezo à vida humana e com dolo eventual. Por isso, concluiu, deve ser julgado pelo júri popular. A decisão de negar o recurso do réu foi unânime.

TJSC
Conteúdo: Assessoria de Imprensa/NCI

ÚLTIMAS NOTÍCIAS