Tornados e tempestades com granizo causam destruição em SC

Nas últimas 24 horas, as regiões oeste e norte de Santa Catarina foram severamente castigadas por tornados e tempestades com granizo, que deixaram um rastro de destruição. As rajadas de vento atingiram mais de 100 km/h e chegaram a derrubar caminhões. As informações são do G1.

De acordo com a Defesa Civil, ao menos 830 pessoas estão desabrigadas e precisaram sair de casa, 120 tiveram os imóveis destruídos e 16 ficaram feridas, sendo duas em estado grave.

Os municípios mais afetados foram Vargem Bonita, Catanduvas, Água Doce, Tangará e Ibicaré, onde rajadas de vento provocaram destelhamento e destruição casas e granjas.

O monitoramento meteorológico da Defesa Civil confirmou o registro de dois tornados nos municípios de Água Doce e Irineópolis, a distância entre as duas cidades é de 100 km.

O deslocamento da supercélula, com características tornádicas (nuvem cumulonimbus com ventos quentes e úmidos ascendentes e ventos frios descendentes), foi registrado na sexta-feira pelo radar meteorológico Oeste entre às 15h30 e 15h35 em Água Doce, segundo a Defesa Civil.

Rastro de destruição

Em Água Doce, 700 casas foram destelhadas e 25 totalmente destruídas. Cerca de 700 pessoas estão desabrigadas e 25 desalojadas. No município 11 pessoas foram feridas, sendo duas de forma mais grave. Em Catanduvas, 235 residências tiveram os telhados danificados e duas foram destruídas. Na cidade de Ibicaré foram registrados danos em três comunidades de interior, duas igrejas e dois pavilhões.

Na cidade de Tangará, estima-se que 90% das casas e empresas foram atingidas, e cinco pessoas ficaram feridas. A Defesa Civil municipal informou que 100 pessoas estão desabrigadas e 20 desalojadas. Já em Vargem Bonita os primeiros números apontam 1300 casas com os telhados danificados, 30 pessoas estão desabrigadas e 20 desalojadas.

Ciclone-bomba

No final de junho, a passagem de formação de um ciclone-bomba provocou pânico e estragos em Santa Catarina. Ao menos nove pessoas morreram no estado.

Com informações da Catraca-Livre

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS