Teste rápido de coronavírus é produzido em Minas Gerais

Mais um teste rápido para detectar o novo coronavírus chegou ao Brasil e, desta vez,  está sendo produzido em Minas Gerais. O metódo é capaz de identificar, com grande grau de segurança, a presença de anticorpos contra a COVID-19 no organismo a partir de amostras de soro humano, plasma ou sangue.

O exame já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e custa em torno de R$ 30. O teste está sendo desenvolvido na fábrica da empresa brasileira LMG, Laser Medical Groupem, em Guaxupé, no Sul de Minas.

De acordo com a empresa mineira, o primeiro lote com 300 mil unidades do teste já está disponível para venda e aplicação, inicialmente nos hospitais e farmácias de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

“O dispositivo traz pipeta e lanceta para a coleta de sangue, além de uma manta impregnada com ativos que têm uma sensibilidade e eficácia maiores que os testes disponíveis no mercado, eliminando a possibilidade de ocorrência de resultados falsos positivos”, informou a LGM. Além disso, uma vantagem no novo método é que o resultado sai em apenas 10 minutos. A capacidade de produção da empresa pode chegar a 5 milhões de testes por mês. O laboratório e a fábica da LMG também poderão produzir mais de 50 tipos de testes, incluindo exames para zika e chikungunya. * Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.

Reportagem: Paula Santana – EM.com.br (msn)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS