Tarifa de pedágio das quatro praças do trecho Sul da BR-101 tem aumento antes mesmo do início da cobrança

As quatro praças de pedágio previstas para o trecho Sul da BR-101 em Santa Catarina, entre Paulo Lopes e Passo de Torres, sequer começaram a operar, mas já passarão a funcionar com o primeiro reajuste na tarifa. Esse “arredondamento” consta em contrato assinado pela concessionária vencedora e a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

Há cerca de um ano, mais precisamente no dia 21 de fevereiro, em uma bolsa de valores de São Paulo, a CCR (Concessionária Catarinense de Rodovias S/A) foi declarada vencedora da concessão do trecho de 220,42 km no lado Sul da BR-101, em Santa Catarina.

A empresa, que faz parte de um grupo e possui outras concessões coirmãs Brasil afora, venceu o leilão com uma proposta de R$1,97, a menor tarifa básica ofertada na ocasião.

O valor, inclusive, foi considerado “baixo” já que o grupo propôs uma tarifa 62,04% menor que o teto previsto no leilão, o chamado deságio.

No dia 6 de julho de 2020 o contrato entre ANTT e CCR foi celebrado. O detalhe é que tão logo foi assinado, no documento já constava um reajuste para o início da operação, já que a tarifa vencedora foi estipulada como “data-base de agosto de 2019”. O gatilho consta no capítulo 17 do contrato onde o reajuste já é chancelado para o “início da cobrança de pedágio”.

Alta de 7% no valor

O valor cobrado, que só será confirmado pela ANTT como o último passo antes da liberação das cobranças, deve ficar em R$ 2,10. Se confirmada a tarifa, a alta vai representar quase 7% do valor prometido em leilão. O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) é o indicador oficial para balizar o reajuste.

Em fase final de construção, as quatro praças de pedágio serão implantadas entre os municípios de Paulo Lopes, na Grande Florianópolis, e Passo de Torres, já na divisa com Rio Grande do Sul.

A informação da CCR, divulgada por meio de sua assessoria, é que as obras “estão quase 100%” e que, nesse momento, “faltam os últimos detalhes”.

As unidades estarão implantadas nos seguintes pontos: Laguna (km 298), Tubarão (km 344), Araranguá (km 404) e São João do Sul (km 457).

Com a efetivação de quatro praças de pedágio, ao Sul da BR-101, o usuário que trafegar pela extensão da maior rodovia do País, em Santa Catarina, passará a contabilizar oito praças de cobrança.

Gatilho anual

Outro detalhe importante envolvendo a data de abertura das cancelas diz respeito à posteridade. Com um vínculo assinado pelos próximos 30 anos, é estimado um investimento superior a R$3 bilhões em melhorias para o modal de toda a região, a data de início das cobranças servirá de base para o reajuste.

Todos os anos, até o fim da concessão, o mês de março servirá como referência para o reajuste das tarifas. O IPCA, mais uma vez, será o principal responsável para aferir o acréscimo a ser ajustado na tarifa.

Com informações do Portal A Hora

ÚLTIMAS NOTÍCIAS