Suspeito de golpes financeiros, brasileiro é preso em Portugal

O empresário e investidor financeiro Jorge Moreira Egito, de 30 anos, suspeito de dar um golpe milionário em pelo menos 20 pessoas em Belo Horizonte e outros municípios de Minas Gerais, foi detido na cidade de Porto, em Portugal. O suspeito estava foragido desde abril, quando teve a prisão decretada.

Egito foi localizado após ser incluído na lista de Difusão Vermelha da Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal), que funciona como um alerta para que outros países saibam que há mandados de prisão pendentes contra procurados em seus países de origem.

Entre os crimes praticado por Jorge, estão operações de compra e venda de ações na bolsa de valores sem repassar os lucros para os clientes, além de lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e exercício irregular da profissão. O prejuízo para as vítimas seria de R$ 30 milhões.

Cristiano Oliveira, advogado do suspeito, confirmou a prisão do cliente à Record TV e informou que o brasileiro aguarda o posicionamento da justiça para sua extradição. O advogando também afirmou que, caso Jorge seja mandado de volta para o Brasil, a defesa vai solicitar que ele fique em uma cela separada dos outros detentos por questões de segurança.

Reportagem: Da redação da ISTOÉ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS