SP: Com pouco kit intubação, hospitais privados mudam protocolos nas UTIs

Diante da falta de medicamentos do chamado ‘kit intubação’, hospitais da rede privada de São Paulo mudaram o protocolo nas UTIs para racionar os remédios. As informações são do UOL.

Um levantamento realizado entre os dias 5 e 9 de abril pelo Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios no estado demonstra o desabastecimento do “kit intubação”, que possui uma combinação de medicamentos sedativos para intubar pacientes que precisam de auxílio respiratório.

O sindicato disse que os hospitais estão mudando a composição das drogas para não faltar remédio para nenhum paciente.

“Todos os hospitais estão testando diferentes composições de drogas e dosagens distintas, mas isto se faz sempre que você não consegue manter o ‘padrão duro’”, diz a nota.

Ainda de acordo com os dados da pesquisa, que recolheu informações de 105 hospitais do estado, as principais reclamações deles são: a dificuldade de cancelamento de cirurgias eletivas (85%); falta de profissionais (81%); falta de médicos (78%); excesso de pacientes com covid-19 (63%) e afastamento de colaboradores (52%).

Reportagem da Redação da ISTOÉ

ÚLTIMAS NOTÍCIAS