Setor hoteleiro de SC espera a retomada dos eventos para iniciar recuperação econômica

Um dos setores mais impactados pela pandemia, a hotelaria tem amargado uma sequência de resultados negativos desde o início das restrições impostas pelo poder público.

Em Santa Catarina, um exemplo é a taxa de ocupação de junho, divulgada pelo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Grande Florianópolis (SHRBS). Comparando com 2019, quando o segmento operava em sua plenitude, o período fechou com percentual negativo de 34%.

Para Estanislau Bresolin, presidente da entidade, é impossível prever como os estabelecimentos que sobrevivem continuarão na ativa. “Cada caso é tratado isoladamente devido às suas particularidades, mas o certo é que todos estão enfrentando um enorme prejuízo”, ressalta.

André Seben: Jornalista/PalavraCom

ÚLTIMAS NOTÍCIAS