Seminarista Giliard é ordenado diácono em Lauro Müller

Movido pelo exemplo de Jesus Cristo e pela imposição das mãos do bispo diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach, o seminarista Giliard Cesconetto Gava, 42 anos, recebeu o ministério diaconal sob o lema “Nosso irmāo e ministro de Deus”, extraído da carta aos Tessalonicenses (1 Tess. 3,2). A missa solene foi realizada na Igreja Matriz da Paróquia Imaculado Coração de Maria, em Lauro Müller.

Com o pedido de ordem ao candidato feito pelo reitor do Seminário Teológico Bom Pastor, Thiago De Moliner Eufrásio, Dom Jacinto deu início ao rito de ordenação, em seguida, destacou a missão diaconal. “A vocação ao diaconato é algo para toda a vida, é um serviço prestado a Igreja do Senhor que seguirá na caminhada e preparação para a ordenação ao presbitério”, disse o epíscopo.

Dom Jacinto lembrou ainda que é preciso buscar sempre os desejos do coração. “Um grão precisa se abrir para germinar, se ele permanecer fechado acabará apodrecendo sem gerar frutos, do contrário, se abre e germina, assim também é a nossa vida quando nos abrimos para receber o amor de Jesus Cristo”.

Dom Jacinto também agradeceu o apoio e as orações de toda a comunidade, bem como a oferta material de muitos animadores vocacionais, paróquias e santuários. Ao se dirigir ao diácono, o bispo recordou a caminhada de Giliard e disse “ser um momento de muita alegria para celebrar o que Deus já havia preparado”.

Após a reflexão, o eleito fez o propósito de se consagrar ao serviço da Igreja, na sequência, prostrou-se diante do altar enquanto a Igreja cantou a Ladainha de Todos os Santos. Logo após, o seminarista foi ordenado pela imposição das mãos de Dom Jacinto, que conduziu a oração consecratória. Em seguida, o ordenado recebeu a estola diaconal e a dalmática, sendo as vestes diaconais entregues por seus padrinhos de ordenação, padre José Lino Buss e Deonor Vieira do Nascimento. Das mãos do Bispo, recebeu o Livro dos Evangelhos e os aplausos de toda a comunidade presente.

Ao final da celebração, Giliard destacou seu amor a Deus, aos familiares e a todos que o acompanharam durante sua caminhada. “Quero agradecer aos ministros ordenados que dentro e no meio dessa Igreja e do povo de Deus são chamados ao serviço da Palavra, do pão e da caridade, em um espírito permanente de missão”, disse. O diácono lembrou ainda com carinho do ensinamento de Dom Jacinto que a “formação é dar forma a vocação de cada um e não colocar cada um na mesma forma. Por fim, agradeceu a todos os presentes e saudou a cidade de Maracajá, que o receberá em breve para o exercício do ministério.

Fonte: Diocese de Criciúma

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS