InícioÚltimas do Olhar do SulSeminário debate um novo olhar sobre a filantropia no Brasil

Seminário debate um novo olhar sobre a filantropia no Brasil

No Brasil, a filantropia é ainda vista como um conceito associado ao assistencialismo e à caridade, e não como ferramenta de apoio e fortalecimento de organizações e movimentos da sociedade civil. É para transformar esta percepção e fomentar o debate sobre a relevância de doações para a sociedade civil e o papel da filantropia para a justiça social, que será organizado o Seminário Filantropia, Justiça Social, Sociedade Civil e Democracia, nos dias 21 e 22 de setembro, na Unibes Cultural, em São Paulo.

O evento comemora os 10 anos da Rede de Filantropia para a Justiça Social no Brasil e deve reunir cerca de 250 atores do campo da filantropia nacional e internacional e representantes da sociedade civil.

Entre os temas propostos estão a Filantropia e cenário político e Filantropia do futuro: decolonização e democratização de acesso a direitos e recursos. Está prevista também a realização de workshops e mesas temáticas organizados pelas organizações membro da rede e parceiros, o lançamento de pesquisas e publicações do campo e a realização de reuniões de alianças e programas internacionais relacionados à filantropia em cooperação Sul-Sul.

O evento será espaço também para o lançamento do mapeamento de fundos e fundações comunitárias independentes no Brasil, elaborado pela Rede em parceria com a ponteAponte, que traça um perfil sobre os agentes da filantropia no país.

O Seminário Filantropia, Justiça Social, Sociedade Civil e Democracia é gratuito, com transmissão ao vivo (online) de parte da programação.

Serviço:

Seminário Filantropia, Justiça Social, Sociedade Civil e Democracia

Data: 20 e 21 de setembro de 2022 – 09h00 às 8h00

Local: Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2500 – São Paulo/SP

Inscrições: Clique aqui

Idealização e organização: Rede de Filantropia para a Justiça Social

Produção: Necta

Sobre a Rede

Criada em 2012, a Rede de Filantropia para a Justiça Social reúne fundos e fundações comunitárias, organizações doadoras (grantmakers) que mobilizam recursos de fontes diversificadas para apoiar grupos, coletivos, movimentos e organizações da sociedade civil que atuam nos campos da justiça social, direitos humanos, cidadania e desenvolvimento comunitário. A organização tem por propósito promover e diversificar uma cultura filantrópica no Brasil que garanta e amplie os recursos para a justiça social. Integram o quadro de sócios fundadores as seguintes organizações membros: BrazilFoundation, Fundo Agbara, Fundo Baobá, Fundo Elas+, Fundo Brasil, Fundo Casa Socioambiental, ICOM (Instituto Comunitário da Grande Florianópolis), Instituto Baixada, Fundo Positivo, Casa Fluminense, ISPN (Instituto Sociedade População e Natureza), Redes da Maré, iCS (Instituto Clima e Sociedade), FunBEA (Fundo Brasileiro de Educação Ambiental), Tabôa e Instituto Procomum.

Coletivo da Comunicação – Assessoria de Imprensa

Valeria Bursztein

valeria@coletivodacomunicacao.com.br