Segunda fase da operação “404” cumpre mandados em Santa Catarina contra a pirataria online

A Polícia Civil de Santa Catarina participa nesta quinta-feira (05) da Operação 404 Fase 2 com a finalidade de cumprir 3 mandados de busca e apreensão em Camboriú e Porto Belo. A operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) com o objetivo de dar continuidade aos crimes praticados contra a propriedade intelectual na internet.

Em Santa Catarina, a ação é realizada por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

A operação está sendo realizada com as Polícias Civis de 10 Estados, Associações de Proteção à Propriedade Intelectual, Embaixadas dos Estados Unidos e do Reino Unido no Brasil e tem por objetivo o combate à pirataria online.

Desde as primeiras horas da manhã, as equipes cumprem mandados de busca e apreensão em 10 Estados, bloqueio e/ou suspensão de sites e aplicativos de streaming ilegal de conteúdo, desindexação de conteúdo em mecanismos de busca e remoção de perfis e páginas em redes sociais.

Os mandados de busca e apreensão cumpridos no Estado foram identificados pela Polícia Civil com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais com indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.

A ação integrada no combate a pirataria online está sendo desencadeada ainda com a colaboração das Embaixadas dos Estados Unidos(Adidancia de Polícia de Imigração e Alfândega- Homeland Security Investigations -HSI- e o Departamento de Justiça)  e do Reino Unido no Brasil (IPO – Intellectual Property Office e PIPCU – Police Intellectual Property Crime Unit).

No Brasil, a pena para quem prática esse crime é de reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa (art. 184, §3º do Código Penal Brasileiro).

A operação denominada 404 faz referência ao código de resposta do protocolo HTTP para indicar que a página não foi encontrada ou está indisponível. A fase 1 foi deflagrada em 01 de novembro de 2019 com o cumprimento de 30 mandados de busca e apreensão, bloqueio e/ou suspensão de 210 sites e 100 aplicativos de streaming ilegal de conteúdo, a desindexação de conteúdo em mecanismos de busca e a remoção de perfis e páginas em redes sociais.

A operação contou com o apoio das Delegacias de Porto Belo e Balneário Camboriú.

Policia Civil SC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

19ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

Até o dia 28 de novembro acontece a 19ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis (SC). O evento conta com o patrocínio da Statkraft Brasil. Os filmes serão...

MUNDO | Emergência climática revela cadáveres ‘enterrados’ em geleiras

O aquecimento global tem dado sinais um tanto macabros de sua ação na natureza. As temperaturas mais altas têm revelado nas geleiras da Suíça...

Povos indígenas poderão ser incluídos na rede socioassistencial do Brasil

As famílias de povos indígenas foram inclusas, pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), nos serviços e benefícios ofertados pela rede socioassistencial. A inclusão...

Avô será indenizado após presentear neta, em suas bodas, com refrigerador estragado

Um avô que presenteou a neta, por ocasião de seu casamento, com um refrigerador entregue sem funcionar e amassado em sua lataria, será indenizado...