Secretaria da Agricultura mantém interdição de cultivos de moluscos em Palhoça

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural atualiza a situação dos cultivos de moluscos em Santa Catarina. A partir desta quinta-feira (5), seguem interditados os cultivos da Praia do Pontal, Praia do Cedro, Enseada do Brito e Maciambú, no município de Palhoça. Nessas áreas está proibida a retirada e comercialização de ostras e mexilhões e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia.

A interdição é necessária quando é detectada uma concentração de ficotoxina Ácido Okadaico acima dos limites permitidos nos cultivos de moluscos bivalves. Quando consumida por seres humanos, essa substância pode ocasionar náuseas, dores abdominais, vômitos e diarreia.

A Cidasc intensificou as coletas para monitoramento das áreas de produção de moluscos interditadas e arredores. Os resultados dessas análises definirão a liberação ou a manutenção da interdição. Os locais de produção interditados serão liberados após dois resultados consecutivos demonstrando que os moluscos estão aptos para o consumo.

 Liberação parcial

Estão parcialmente interditadas as áreas de Ponta de Baixo, em São José; Barra do Aririú, em Palhoça; Costeira do Ribeirão e Freguesia do Ribeirão, em Florianópolis;  Perequê, Ilha João da Cunha e Araçá, no município de Porto Belo. Nessas localidades está autorizada a retirada e comercialização apenas de ostras.

As ostras foram liberadas a partir de dois resultados negativos consecutivos para presença de toxina diarréica. É importante destacar que ostras e mexilhões se comportam de formas diferentes diante da concentrações de algas tóxicas, por isso, a desinterdição é parcial.

Ainda permanece proibida a retirada e comercialização de mexilhões, berbigões e vieiras e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia dessas áreas.

Monitoramento constante

Santa Catarina é o único estado do país que realiza o monitoramento permanente das áreas de cultivo. O Programa Estadual de Controle Higiênico Sanitário de Moluscos é um dos procedimentos de gestão e consumidores.

Ana Ceron: Assessoria de Imprensa / Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ex-jogador e Youtuber se destacam como Embaixadores de Cassino no Brasil

"Cassino online aposta em brasileiros para divulgar a sua marca". A estrangeira LeoVegas tem investido alto e está determinada a conquistar clientes de todas as...

IÇARA | Hospital São Donato registra 17 leitos ocupados; dez são de UTI

Na sexta-feira, o Hospital São Donato, de Içara, registra 17 leitos ocupados para tratamento de coronavírus ou suspeita de contaminação, são dois a mais com...

Fiocruz prevê vacinar 65 milhões no 1º semestre de 2021

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aumentou a expectativa de vacinação dos brasileiros contra o coronavírus após o anúncio de eficácia divulgado pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford....

Papai Noel dos Correios vai contemplar 220 crianças dos Cras de Criciúma

Lápis, papéis e cores. É por meio disso que 220 crianças, com até 11 anos, confeccionaram suas cartas, demonstrando os seus desejos para o...