SC: Vendas no crediário caem 10% no início de maio

A retomada do comércio de rua em Santa Catarina já trouxe impactos positivos para a economia do estado. Levantamento junto a 350 lojas parceiras do Meu Crediário, sistema de análise de crédito e cobrança que atende diversos segmentos varejistas e com sede em Rio do Sul, aponta que a queda do número de vendas no crediário aos poucos está sendo estancada no estado, uma vez que no início de maio o setor registrou recuo de apenas 10% em relação ao mesmo período de 2019. No acumulado de abril, a baixa em comparação ao ano anterior foi de 36%.

De acordo com Jeison Schneider, CEO do Meu Crediário, o resultado até o momento superou as expectativas dos lojistas que previam um menor número de vendas na retomada. “O Dia das Mães colaborou bastante para o aumento do consumo neste início de mês em relação a abril. Para atrair os clientes, diversas lojas dispararam SMS para convidá-los a comprarem o presente da sua ente querida”, revela. Apesar disso, o empreendedor revela que não há como prever o cenário ao final de maio, pois não está descartado um segundo lockdown no estado, em caso de crescimento substancial de confirmações do Covid-19.

Inadimplência

O levantamento do Meu Crediário registra ainda que o número de parcelas atrasadas no crediário, que vencem no início de maio, aumentou somente 2,3% em comparação ao índice do ano passado. “Assim como na questão das vendas, é impossível prever a conjuntura até o final do mês, mas sem dúvida até o momento os números estão acima das expectativas de consenso”, informa Schneider. Em abril, 20,9% das parcelas com vencimento no período ficaram sem pagamento, alta de 8,9% em relação aos 12% registrados no mesmo mês de 2019.

Embora haja uma melhora no cenário, o empreendedor alerta sobre a importância das marcas varejistas avaliarem cuidadosamente o índice de pagamento por perfil de risco do cliente. “Quando o comércio foi reaberto boa parte das parcelas quitadas foram realizadas por clientes classificados como baixo risco. O índice de pagamento no mês de vencimento desse grupo ficou em 87,9%, contra 57,4% dos consumidores de alto risco. Ou seja, quase metade dos clientes de maior risco não pagaram a conta”, revela.

Segundo o CEO do Meu Crediário, o lojista mais do que nunca precisa saber para quem vender. Hoje a análise de crédito é a única maneira de preservar a saúde financeira do negócio sem abrir mão da venda parcela. “Obrigatoriamente, a loja precisa contar com um sistema de concessão de crédito para mitigar os riscos”, indica.

Schneider avalia ainda que para lojas com caixa e operação de crediário organizada trata-se de um grande momento para aumentar a oferta de crédito visando a fidelização de clientes e crescimento das vendas, uma vez que alguns bancos reduziram limites do cartão de crédito e empréstimo pessoal para diversos correntistas. “A inadimplência será maior este ano, mas com modelo de análise calibrado, o risco é controlado. No varejo, principalmente no interior, o crediário chega a representar 80% do faturamento da loja. Quem fizer um trabalho bem feito, vai sair mais forte da crise”, conclui

Sobre o Meu Crediário

Lançado em 2016, o Meu Crediário oferece uma solução completa para a concessão de crédito em lojas de diversos segmentos varejistas como calçados, vestuários, óticas, etc. Para isso, a empresa dispõe de um poderoso sistema de análise de crédito, que conta também com a automatização de cobranças e a negativação de devedores. O objetivo é para facilitar a gestão, reduzir o risco e aumentar a rentabilidade dos lojistas no crediário próprio. Mais informações em: http://meucrediario.com.br

Colaboração: Raphael Bueno

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Chapecoense: Justiça dos EUA dá parecer favorável a indenização de R$ 4,8 bilhões a vítimas de acidente, diz jornal

O juiz Martin Zilber, da corte estadual da Flórida, nos Estados Unidos, deu parecer favorável ao pedido de indenização feito pelas famílias de 40...

Afastamento de Carlos Moisés é ‘questão de dias’, diz relator da CPI dos Respiradores

FLORIANÓPOLIS – A apreensão do celular e computador do governador catarinense Carlos Moisés (PSL) durante a Operação Pleuman, na manhã desta quarta-feira, 30, em busca de provas...

Associação Empresarial de Orleans comemora 50 anos

Fundada em 1970, a Associação Empresarial de Orleans, ACIO, chega aos 50 anos vivendo um grande momento da sua história. Ao longo do...

ENTREVISTA | Terapeuta e Iridólogo Felipe da Silva, fala de seus atendimentos em Orleans

O Consultório de Terapia Holística no centro comercial Zomer & Berger no centro de Orleans, tem recebido muitos clientes da cidade e de fora...