SC dá início a projeto para levar internet de fibra ótica ao meio rural

Um sonho antigo dos agricultores de Santa Catarina está perto de se tornar realidade: o governo do Estado deu início ao projeto para levar internet de qualidade ao meio rural. A intenção do governador Carlos Moisés é investir R$ 50 milhões e cobrir boa parte dos municípios com estrutura de fibra ótica. Nesta quarta-feira, 23, o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, entregou ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal, o Projeto de Lei que viabiliza as ações de conectividade no meio rural.

“A internet de alta qualidade conecta ao mundo o homem do campo, responsável por grande parte da riqueza catarinense, e vai aumentar a competitividade. O governo do Estado tem promovido diversas ações para gerar oportunidades no meio rural e fazer com que a agricultura familiar se fortaleça ainda mais”, destacou o governador Carlos Moisés.

O primeiro passo para a execução do programa é a aprovação de um projeto de lei, elaborado pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, autorizando as concessionárias ou permissionárias de distribuição de energia elétrica a compartilharem sua infraestrutura para a passagem de cabos do serviço de telecomunicação nas áreas rurais, sem nenhum custo. A grande vantagem é que as empresas de telecomunicações não terão que pagar tarifas ou taxas para a utilização desses postes. Em contrapartida, as concessionárias de distribuição de energia elétrica poderão utilizar os serviços de internet gratuitamente.

“O aluguel dos postes é um dos maiores impeditivos para a instalação de fibra ótica no Interior. Vamos facilitar esse processo, para agilizar os investimentos e resolver de vez esse problema. Esse é um dos projetos prioritários para o desenvolvimento da agropecuária catarinense. Temos um meio rural qualificado, moderno, que utiliza tecnologias de ponta e a internet é fundamental para que a agricultura familiar de Santa Catarina siga competitiva, com acesso a mais mercados, capacitações e inovações”, lembrou o secretário Altair Silva.

As ações para levar a conectividade ao meio rural contemplam ainda investimentos para viabilizar a instalação nos municípios. A expectativa é de que sejam destinados R$ 50 milhões para atender mais de 20 municípios. Os cabos de internet passarão nas principais estradas rurais de Santa Catarina e a Secretaria da Agricultura dará o suporte para que os produtores consigam fazer a conexão com suas propriedades.

“Esse é um projeto importantíssimo, que leva oportunidades e desenvolvimento para o campo, para as famílias de agricultores de Santa Catarina. O agricultor poderá conectar-se com o mundo, tendo acesso a todas as tecnologias que o governo do Estado oferece ao cidadão catarinense. Nós daremos atenção especial à matéria, pela sua importância na vida do agricultor”, ressaltou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal.

Apoio direto ao produtor

Após a instalação da estrutura de fibra ótica nas estradas rurais, os agricultores contarão com o apoio da Secretaria para fazer a conexão com suas propriedades.

O Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR) possui uma linha de crédito especial, com financiamentos sem juros, para que os agricultores conectem suas propriedades à infraestrutura de fibra ótica do município. “É um grande programa, uma ação de Estado, para levarmos internet para o campo. Vamos gerar uma revolução no agro catarinense, aumentando a atratividade do meio rural, dando possibilidades de escolha e estudos para os jovens agricultores. Assim como as cidades, o Interior também estará conectado”, comemorou Altair Silva.

O Projeto de Lei segue para aprovação da Assembleia Legislativa e será o primeiro passo para a execução do projeto de conectividade no meio rural.

Ana Ceron: Assessoria de Imprensa/Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural

ÚLTIMAS NOTÍCIAS