São Paulo tem queda de mortes por covid-19 após dois meses em alta

O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (dia 23) uma queda de 23,6% no número de mortes por covid-19 no Estado após oito semanas consecutivas com indicadores em alta.

A Secretaria de Saúde do Estado também confirmou que os números de internações e de casos confirmados do novo coronavírus vêm caindo semanalmente desde março.

Atualmente, a média diária das mortes em decorrência de casos graves da covid-19 é de 621 nesta semana epidemiológica, contra 813 no período anterior.

A média de casos também caiu desde a última semana em 14,3%, passando de 14.921 para 12.784 infectados. O auge de casos foi verificado três semanas atrás, com 16.453 casos na semana epidemiológica verificada entre os dias 4 e 10 de abril.

Já as internações tiveram declínio de 4,5%, baixando de 2.411 para 2.303 nestas duas últimas semanas.

Fase de Transição

Está vigente a Fase de Transição do Plano São Paulo. Trata-se de um relaxamento das medidas de restrição da Fase Vermelha com reabertura do comércio, igrejas, salões de beleza, academias e serviços em todo Estado.

Desde o último domingo (dia 18), o comércio tem autorização para abrir entre 11h e 19h. As igrejas também abrem as portas, mas com restrições e medidas de proteção. Todos os estabelecimentos não podem ultrapassar o limite de 25% de ocupação.

A partir de hoje sábado (dia 24) estará permitido o funcionamento de restaurantes e afins, salões de beleza, barbeiros e atividades cultuais, das 11h às 19h, e academias, das 7h às 11h e das 15h às 19h.

As medidas do Plano de Transição também permitem a reabertura e parques, clubes e museus em São Paulo.

O toque de recolher noturno continua em vigor. O governo pede que os empresários façam escalonamento de horário entre seus funcionários para evitar aglomerações no transporte público.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS