Santa Catarina: Entrada de rebanhos de outros estados segue proibida

Apesar da liberação pelo Ministério da Agricultura, a Secretaria de Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina decidiu manter proibida a entrada de bovinos de outros estados como forma de combate à transmissão da febre aftosa.

O estado é o único do país reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação. Há 20 anos sem aplicar a imunização nos rebanhos, o prevenção da doença é feita a partir do rígido controle de entrada de animais. No estado, só é permitido ingresso de animais vindos de outras zonas livres de febre aftosa sem vacinação.

A doença é temida por produtores rurais por abater rebanhos, causando grande diminuição da produção de leite e carne. Após a detecção, os animais costumam ser sacrificados, para evitar a proliferação. A possibilidade de transmissão da doença faz com que países mantenham uma política rígida de não aceitar a importação de produtos com origem em áreas onde casos da doença foram registrados.

Reportagem: Daniel Marques/Fonte: Brasil 61

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Mudanças no ensino médio são previstas pelo Inep

Neste mês foi instituída a Comissão de Assessoramento Técnico-Pedagógico para a Avaliação do Novo Ensino Médio da Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb),...

Polícia Civil e MPSC deflagram a operação seival 2

Operação investiga crimes praticados na cidade de Laguna e no IPREV por empresários, servidores públicos e agentes políticos. Estão em cumprimento três mandados de...

Covid-19: R$ 319 mi serão transferidos a municípios com povos e comunidades tradicionais

Por meio de portaria, o Governo Federal vai transferir cerca de R$ 319 milhões a municípios de todos os estados do país e o...

São Ludgero | Termo de Parceria, foi assinado entre Samae e Cegero

Na prática o Termo de Parceria entre Samae e Cegero une forças para uma atuação mais eficaz em relação à preservação e recuperação de...