Ronaldinho Gaúcho chega ao Brasil após quase 6 meses preso

(ANSA) – O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto Assis, chegaram ao Rio de Janeiro na tarde desta terça-feira (25), acompanhados do advogado brasileiro Sérgio Queiroz.

Os dois fecharam um acordo com o Ministério Público do Paraguai e foram liberados da prisão domiciliar ontem (24) pelas autoridades locais, após o pagamento de multa de R$1,1 milhão.

O avião decolou de Assunção, no Paraguai, por volta das 13h40, e chegou no Rio de Janeiro pouco depois das 16h40.

O caso começou no dia 5 de março, quando Ronaldinho e seu irmão ficaram sob custódia em um hotel onde estavam hospedados em Assunção.

Segundo o Ministério do Interior, as autoridades do país fizeram uma busca no quarto e encontraram documentos adulterados. No dia seguinte, a dupla foi detida pela polícia.

Na prisão, o ex-jogador foi bem recebido por policiais e diversos fãs. O brasileiro foi até disputado pelos presos que queriam o ex-atleta como reforço para o torneio de futebol interno. Alguns vídeos do ex-craque do Barcelona jogando futsal e futevôlei viralizaram nas redes sociais. (ANSA).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS