Rio prevê acabar com obrigatoriedade do uso de máscaras em novembro

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou nesta quinta-feira (29) o planejamento para o fim das medidas restritivas na cidade. De acordo com a prefeitura, o plano será realizado em três etapas até 15 de novembro.

A primeira etapa, em 2 de setembro, prevê cerca 77% dos cariocas já imunizados com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 45% com cobertura vacinal completa, com previsão de reabertura de estádios e boates com 50% do público. Segundo Paes, essa etapa será acompanhada de uma celebração de quatro dias, entre 2 e 5 de setembro.

Em 17 de outubro, a segunda etapa, permitirá 100% do público em estádios e boates com esquema vacinal completo, e a projeção de imunização na cidade será de 79% da primeira dose, e 65% da segunda dose. Os eventos terão checagem de situação vacinal, e quem não estiver vacinado, será barrado, de acordo o secretário de Saúde, Daniel Soranz.

Na última etapa, em 15 de novembro, a expectativa é de que o avanço da vacinação esteja em 75% das pessoas com esquema vacinal completo. Paes planeja nesta etapa a queda da obrigatoriedade do uso de máscaras na cidade, exceto em transportes públicos e em hospitais, além de não haver controle na capacidade dos locais e o distanciamento social.

“Tudo indica, nesse momento, os dados, internações, óbitos, que a gente vive um momento melhor. Não é um momento ideal ainda, por isso as restrições continuam e a abertura é gradual”, ressaltou o prefeito.

Com informações da Rede TV

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS