Representantes do setor defendem maior aproximação entre empresas e população

No quarto e último dia do evento online Mineração &/X Comunidades, realizado pela Revista Brasil Mineral nesta quarta-feira (18), os participantes tiveram a missão de tentar responder uma pergunta que está presente no setor desde seus primórdios: o que é uma boa mineração?

O primeiro painel foi apresentado por Eduardo Leão e Carlos Natividade, respectivamente coordenador de Projetos e CEO da Integratio, que discutiram as boas práticas com base na ESG, um dos principais pilares no caminho para criar um boa mineração dentro e fora das empresas.

Em inglês, a sigla ESG significa Environmental, Social and Governance. Em português a sigla fica ASG (Ambiental, Social e Governança) e o termo se aplica a empresas que se preocupam com o meio ambiente e atuam com responsabilidade social, buscando sempre melhorar suas práticas de governança.

De acordo com Eduardo, a mineração é uma “casa de muro alto” que as pessoas olham mas não sabem o que se passa lá dentro, e às vezes a própria empresa esquece de olhar ao seu redor, para a comunidade em que está presente.

“Quando você vai para o social, ele é bem intangível e a longo prazo. Então um relacionamento de confiança com a comunidade você não cria do dia para noite, a gente tem que, cada vez mais sair dessas barreiras, trazer a comunidade para dentro da nossa casa e criar esse relacionamento”, conta.

O coordenador de Projetos da Integratio também ressaltou a importância de sempre tentar seguir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) presentes na Agenda 2030, que é um compromisso global assumido em 2015 por 193 países, incluindo o Brasil. A agenda propõe a ação de governos, instituições, empresas e a sociedade em geral para enfrentar desafios relacionados a direitos humanos e propagar o desenvolvimento sustentável em suas dimensões social, econômica, ambiental e institucional.

O evento também contou com a presença da economista e professora da Universidade Federal do Pará, Maria Amélia Enriquez, que deu um parâmetro sobre as perspectivas que as empresas possuem do que seria uma boa mineração. “Se eu tivesse que reduzir em uma palavra seria ética. Ética na política pública, na gestão empresarial, no comportamento social. Mais do que com uma fórmula, ela [boa mineração] se faz com bons comportamentos e condutas”, analisa.

A economista, que também é autora do livro “Mineração: Maldição ou Dádiva?”, ressaltou que, para alcançar um objetivo conciso e duradouro, o trabalho precisa ser em conjunto, especialmente entre nação, estado, município e comunidades. “O mundo corporativo trabalha com processo patronizados e o desenvolvimento, a boa prática, é contextual e é local. Ela [boa mineração], então, vai depender desse conjunto de valores e da troca de valores que vai haver entre a empresa a comunidade local e a gestão pública”, disse.

Em sua apresentação, Maria também destacou alguns caminhos a serem seguidos para boas práticas:

  • Nação: evitar a maldição do recursos; diversificação e maior complexidade de produtos
  • Estado: diversificação; ampliação a rede de fornecedores; uso sustentável da renda mineral
  • Município: gestão eficiente da renda mineral; evitar a dependência mineral
  • Comunidades: gerar valor autêntico; evitar danos ambientais irreversíveis; maximizar valor ao local

COMUNICAÇÃO: COMUNIDADE E VEÍCULOS

Moderado por Francisco Alves, diretor editorial da Brasil Mineral, o último painel do evento discutiu como a mineração está se comunicando com as comunidades e com os veículos brasileiros de comunicação.

A gerente geral de Relações Institucionais e Comunicação da Nexa Resources, Lucila Ribeiro, destaca que, apesar de um ano difícil por conta da pandemia de Covid-19, o momento proporcionou grande avanço na comunicação para as empresas do setor. “A gente precisa se comunicar com causas! O ESG, que a gente tanto fala, ele precisa trazer também o conceito de causas. No momento que nós, empresas mineradoras, nos conectamos com o maior desafio do mundo que era combater a Covid-19, a gente uniu forças com a comunidade onde a gente tá. E nós conseguimos salvar vidas, sim. A gente, sim, conseguiu evitar mortes”, declarou.

Todos os encontros online do evento Mineração &/X Comunidades, que começou no dia 10 de agosto, podem ser acessados no canal do Youtube e na página do Facebook da Brasil Mineral.

Fonte: Brasil 61

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS