Região Sul lidera a maior alta para a gasolina em setembro

Os motoristas da Região Sul foram os que sentiram pesar mais no bolso para abastecer com gasolina, revela o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). A região registrou a maior alta do País para o combustível em setembro, avanço de 2,71%, no comparativo com a média de agosto. Apesar do aumento em relação ao mês anterior, o cenário de alta não afetou o comportamento que o preço do combustível vem seguindo desde o início do ano, com as menores médias do território nacional. O diesel e o diesel S-10 também foram encontrados pelo menor preço médio nos postos da Região, a R$ 4,553 e R$ 4,584, respectivamente.

No recorte por estado, o Rio Grande do Sul segue como o único entre os três estados da região a registrar o litro da gasolina acima da média de R$ 6,00. O combustível foi comercializado nos postos gaúchos a R$ 6,385, alta de 3,05%, em relação ao fechamento de agosto. Em Santa Catarina foi registrada a média da gasolina mais barata da região, comercializada a R$ 5,892, ainda assim o valor é 2,01% mais caro do que a média do mês anterior.

O preço do etanol também ficou mais caro nos postos do Sul, aumento de 4,31%, com média de R$ 5,495.  Assim como com a gasolina, o Rio Grande do Sul também apresentou o preço médio mais alto para o etanol, vendido a R$ 6,132. Em contrapartida, as bombas paranaenses registraram o litro mais barato do combustível, a R$ 4,858, mas no comparativo com agosto foi o estado que apresentou a maior alta, de 3,07%.

“Assim como em todo o território nacional, os motoristas da região seguem pagando mais caro para abastecer, e identificamos que os postos do Sul registraram a maior variação para a gasolina do período. Ainda assim, quando analisamos a diferença nas médias deste tipo de combustível e do etanol, e considerando a relação 70/30, a gasolina se apresenta como uma opção mais vantajosa para os motoristas que abastecem em todos os estados”, explica Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

O diesel comum e o tipo S-10 foram comercializados pelo maior preço médio nos postos do Rio Grande do Sul, comercializados a R$ 4,586 e R$ 4,629, respectivamente. Ambos os tipos de combustível foram encontrados pelo preço médio mais baixo nos postos paranaenses, a R$ 4,489 o tipo comum, e R$ 4,523 o tipo S-10.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais de 30 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Reportagem: Glaucia Galmacci/RPMA Comunicação

ÚLTIMAS NOTÍCIAS