Redução de jornada e salário poderá ter prazo ampliado em mais 60 dias

O governo avalia prorrogar o período máximo de redução de jornada e salários ou suspensão de contratos de trabalhadores com carteira assinada.

O prazo adicional ainda não está fechado porque a medida depende de espaço no Orçamento para bancar os benefícios como compensação aos atingidos, mas uma das possibilidades em estudo é estender o limite em mais 60 dias, segundo apurou o Estadão/Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado).

Caso a área econômica decida por esse caminho, representaria uma prorrogação na mesma proporção de tempo do auxílio emergencial de R$ 600 pago para a informais e desempregados – que já tem o sinal verde do ministro da Economia, Paulo Guedes para vigorar por mais dois meses, embora com valor menor, de R$ 300.

Idiana Tomazelli e Daniel Weterman/ Brasília

ÚLTIMAS NOTÍCIAS