Projeto Tampou mobiliza estudantes para recolher tampinhas plásticas

“Iniciativa vai beneficiar Rede Feminina e organização que cuida de animais”

A tampinha plástica que geralmente vai para o lixo ganha uma função muito melhor. Recolhida ela se une a centenas de outras e se transforma em dinheiro. A turma do Colégio Satc já vinha contribuindo para isso. Agora, com a ampliação do projeto “Tampou”, a ideia é que os acadêmicos da UniSatc, professores e demais colaboradores também se envolvam.

O material recolhido será doado para a Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) de Criciúma e a ONG Amigo Fiel de Forquilhinha. As organizações entregam para empresas que atuam com reciclagem e revertem os valores para ações próprias.

A iniciativa faz parte do fortalecimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), especial o 3, que trata da Saúde e Bem-estar, 4 Educação de Qualidade, 12 Consumo e Produções Responsáveis, e o item 17 Parcerias e Meios de Implementação. “A ampliação do projeto vem para reforçar o comprometimento da Satc com os cuidados com o meio ambiente”, ressalta a coordenadora da comissão dos ODS na Satc, Regina Freitas Fernandes.

No ano passado, mesmo durante a pandemia, os estudantes do Colégio se mobilizaram e trouxeram as tampinhas que ajudaram a engrossar as doações para a campanha “salve Laurinha”, que auxiliou a pequena Laura diagnosticada com atrofia muscular espinhal (AME). Ela segue em tratamento (veja mais aqui: https://www.salvealaurinha.com.br/

).

Reportagem: Assessoria de Imprensa da Satc

ÚLTIMAS NOTÍCIAS