Projeto “Proteja uma Criança” é desenvolvido por DPCAMIs nas redes sociais contra a violência sexual

Vídeos com atividades interativas com as crianças, dicas e orientações de como lidar com o corpo e identificar comportamentos inadequados, diálogo e comunicação para aprender a dizer não e a relatar possíveis abusos de adultos. Estas são algumas das iniciativas do Projeto “Proteja uma Criança” da Polícia Civil.

A iniciativa é realizada por Delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMIs), através de psicólogas policiais civis. A proposta é ampliar o trabalho no Estado.

A ação é realizada nas redes sociais, pois as atividades presenciais foram canceladas desde o começo da pandemia da Covid-19. O atual cenário de isolamento social impôs à família uma convivência ainda mais próxima e assim se tornou uma oportunidade de se trabalhar estratégias preventivas via online.

Desta forma, estão sendo postados vídeos sobre o tema, no Instagram e no Facebook (@protejaumacrianca). “A ideia é repassar aos adultos informações qualificadas e instrumentos para dialogar com as crianças, além de ensinar atividades dirigidas a serem realizadas com elas para que se tornem menos vulneráveis às situações sexualmente abusivas”, diz a psicóloga policial civil Aline Pozzolo Batista, da DPCAMI de Brusque, que idealizou a iniciativa em novembro de 2019 com a também psicóloga policial civil Cristina Maria Weber, da DPCAMi de Joinville.

“O projeto deverá ser estendido para outras regiões”, afirma a coordenadora das DPCAMIs, delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila. O “Proteja uma Criança” também inclui frentes de trabalho, entre elas a “Oficina de Prevenção à Violência Sexual contra a Criança”, oferecida aos adultos responsáveis para promover uma reflexão sobre o assunto, sendo utilizada como ferramenta de prevenção à violência sexual contra as crianças.

Policia civil SC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS