PRF faz campanha de conscientização contra importunação sexual em ônibus

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), iniciou na segunda-feira (23) a campanha “Chega pra lá”, contra a importunação sexual em ônibus coletivos.

A ação ocorreu  segunda e sexta, nas Brs 040 e 070. Os agentes fizeram uma breve palestra ao público que utiliza o transporte coletivo nessas rodovias federais. O objetivo principal é esclarecer às possíveis vítimas, às testemunhas e aos criminosos que a importunação sexual é crime desde 2018. Em se tratando de crime, essa conduta deve ser denunciada e o importunador precisa ser preso.

Importunação sexual

Praticar ato libidinoso na presença de alguém de forma não consensual, com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiros. A pena para esse crime vai de um a cinco anos de reclusão, se não caracterizar um crime de maior gravidade.

Uma “passada de mão”, uma “encoxada” ou aquela “cantada ofensiva” dentro do ônibus, sem o consentimento da vítima: todas essas ações são exemplos de importunação sexual.

Vítimas e testemunhas devem denunciar essa conduta. Se você está sendo vítima de importunação sexual ou está testemunhando esse crime, acione a PRF pelo telefone 191. Pode também mandar um Whatsapp para (61) 98625-7857. A Central de Atendimento à Mulher do MMFDH, através do tridígito 180, também está à disposição para ajudar as vítimas e para dialogar sobre o tema.

Chega pra lá! Importunação sexual é crime!

PRF

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS