Prefeitura do Rio decide fazer réveillon sem fogos, com live e jogos de luz

O réveillon no Rio de Janeiro em 2020 não terá grande queima de fogos e shows na Praia de Copacabana. A proposta da Riotur é espalhar shows de luzes pela cidade, com transmissão pela tv e internet. As pessoas poderão acompanhar de casa lives em pontos turísticos, com acesso controlado e sem público.

A Prefeitura do Rio quer promover 1 espetáculo com iluminação especial nos fortes do Leme e de Copacabana. A duração seria bem menor do que a tradicional queima de fogos, que durou 14 minutos na virada de 2019 para 2020.

Faremos uma homenagem às nossas vítimas, a todos que perdemos. Há muitas famílias de luto que, no réveillon, nada vão celebrar. Elas vão chorar, porque, na última virada, estavam ao lado de seus entes queridos”, disse Crivella.

O planejamento foi discutido na 4ª feira com os setores envolvidos no evento, como hotéis, bares e restaurantes, e considerou o cenário da pandemia de covid-19.

Segundo o presidente da Riotur, Fabricio Villa Flor de Carvalho, a ideia é que depois da homenagem a população faça a contagem regressiva para 2021 das janelas de casa, transformando a cidade em 1 grande coral.

Encaramos o próximo réveillon como 1 momento de reflexão por tudo que estamos passando, com respeito às pessoas que se foram. Será como uma virada de página para 1 ano melhor, com vacina para o coronavírus”, disse Villa Flor de Carvalho.

Para evitar a ida das pessoas até a Praia de Copacabana e aglomeração, o metrô não terá esquema especial de vendas de bilhetes antecipados e não funcionará na madrugada. A princípio, a Avenida Atlântica não será fechada para o trânsito. Também será mantida a regra atual e ninguém poderá ficar na areia.

Com o aval do prefeito, o plano de encargos do réveillon do Rio deverá ser divulgado em até 15 dias. Ele já foi discutido com a vigilância sanitária. Segundo a Riotur, a intenção é que a virada, com 1 custo menor, seja completamente paga pela iniciativa privada. O evento tradicional em Copacabana custa R$ 16 milhões, sendo R$ 6 milhões destinados a balsa e fogos.

Texto redigido pela estagiária Joana Diniz com a supervisão do editor Carlos Lins.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Associação Empresarial de Orleans comemora 50 anos

Fundada em 1970, a Associação Empresarial de Orleans, ACIO, chega aos 50 anos vivendo um grande momento da sua história. Ao longo do...

ENTREVISTA | Terapeuta e Iridólogo Felipe da Silva, fala de seus atendimentos em Orleans

O Consultório de Terapia Holística no centro comercial Zomer & Berger no centro de Orleans, tem recebido muitos clientes da cidade e de fora...

MEC publica edital para 50 mil vagas remanescentes do Fies

Está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 29, o edital do processo de inscrição para cerca de 50 mil vagas remanescentes do Fundo de Financiamento...

IMBITUBA | Após denúncias, Procon fiscaliza supermercados e atacadista para coibir aumento abusivo

Em meio a pandemia do novo coronavírus e, por conta de inúmeras denúncias feitas por moradores de Imbituba, a diretoria do Procon municipal realizou,...