Por variante, Inglaterra torna máscara obrigatória em lojas e transportes

A medida, anunciada pelo secretário de Saúde, Sajid Javid, é uma resposta à nova variante do coronavírus, a ômicron, recém-detectada na África do Sul.

As máscaras de proteção contra a covid-19 serão obrigatórias em lojas e no transporte público na Inglaterra a partir da próxima terça-feira (30). A medida, anunciada pelo secretário de Saúde, Sajid Javid, é uma resposta à nova variante do coronavírus, a ômicron, recém-detectada na África do Sul.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) informou na sexta-feira (26) que a ômicron é uma variante de preocupação. A declaração já gerou alertas em alguns países, que adotaram medidas de restrições.

Em entrevista à rede britânica BBC, Javid disse ainda que testes PCR para todas as chegadas internacionais serão exigidos “o mais rápido possível”, após concordância entre as quatro nações que formam o Reino Unido – Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte.

“O motivo pelo qual estabelecemos essas medidas é para proteger o progresso que fizemos para que possamos continuar a aproveitar o Natal com nossas famílias”, disse ele.

À Sky News, Javid acrescentou que espera que as novas medidas possam ser suspensas novamente “dentro de semanas”. O secretário de saúde também disse que esperava que os assessores de vacinas do governo fizessem recomendações “em breve” sobre mudanças no programa de reforço de imunizantes.

“Quero fazer uma oferta ainda mais ampla de vacinas, especialmente de reforços”, disse ele.

NOVAS RESTRIÇÕES

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou ontem novas medidas para tentar impedir a propagação da ômicron, dizendo que todos os recém-chegados ao país teriam que fazer um teste e que era hora de intensificar as doses de reforço da vacina.

“Exigiremos que qualquer pessoa que entrar no Reino Unido faça um teste de PCR ao final do segundo dia após sua chegada e se isole até que tenha um resultado negativo”, disse Johnson em entrevista coletiva.

Ele disse ainda que aqueles que entraram em contato com pessoas com resultado positivo para caso suspeito de ômicron teriam que se isolar por dez dias.

ÔMICRON SE ESPALHA

Os governos de Reino Unido, Alemanha e Itália informaram no sábado (27) terem identificado seus primeiros casos da ômicron. As autoridades britânicas e alemãs registraram dois contaminados cada uma, enquanto na Itália um caso foi confirmado. Com isso, seis países e um território (Hong Kong, na China) já foram oficialmente atingidos pela nova cepa.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) informa que recebeu o primeiro registro da ômicron em 24 de novembro, da África do Sul. Na Europa, esta mutação do vírus foi confirmada inicialmente na Bélgica, anteontem.

Reportagem: Fonte das Notícias

Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 4)
Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 5)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS