Polícia Militar Ambiental inicia a Operação Tainha

No domingo, 1º, iniciou a safra da tainha em Santa Catarina e segue até o dia 31 de julho em mais de 100 praias autorizadas. A temporada é uma tradição cultural no litoral catarinense e nesse período acontece alguns conflitos entre os pescadores artesanais e industriais na captura da tainha. Também ficando restrita a prática de esportes aquáticos em determinadas praias.

Desta forma, a Polícia Militar de Santa Catarina, através do Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA) realiza a Operação Tainha durante toda temporada, no intuito da constante fiscalização em prol da preservação da ordem pública e da espécie. A PMA vem há algumas semanas visitando as colônias de pescadores em todo Estado, orientando sobre as normas pertinentes e ouvindo as reivindicações da comunidade local, assim como auxiliando na resolução dos conflitos pelo uso do espaço na praia e no mar.

O comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), tenente-coronel Marledo Egídio Costa, esclarece: “devido a não emissão das licenças para arrasto de praia em 2022, a PMA durante a fiscalização aceitará a licença do ano anterior (2021), juntamente com o protocolo de renovação da licença expedido pela Secretaria Nacional da Pesca. A área delimitada para a pesca continua sendo a mesma da última licença, salvo para o novo pescador que deverá entrar em contato com a PMA para levantamento da área.”

A fiscalização conta com patrulhamento terrestre e o patrulhamento aquático da costa litorânea e lacustre nas áreas de maior propensão de pesca da tainha, com apoio do Batalhão Aéreo da Polícia Militar (BAPM), para fiscalizar a pesca artesanal e industrial.

Por Soldado Juliana Amábily Petry Broering : PMSC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS