Polícia é acusada de matar boi já dominado com tiros de fuzil; animal havia atacado idoso

Um boi fugiu de uma fazenda na cidade de Passos, próxima da divisa entre Minas Gerais e São Paulo. O animal estava descontrolado e foi abatido por policiais com tiros de fuzil no meio da rua, em uma cena bizarra. Segundo mostram as imagens, o gado já estava amarrado em um caminhão quando foi fuzilado pelos policiais.

Por volta das 9 horas da manhã do dia 23 de julho, a polícia mineira recebeu um chamado após o animal ter atacado um senhor de 72 anos de idade. O idoso foi ferido pelo boi, e, segundo o Corpo de Bombeiros, fraturou a perna. Além disso, relatos de moradores afirmavam que todos tiveram de trancar suas portas e sair da rua, pois o animal estava descontrolado.

Depois de ter sido amarrado em veículo, os policiais decidiram atirar com fuzis no animal. A Polícia afirmou que os tiros foram autorizados pelo dono do gado. A decisão das autoridades foi duramente criticada por ativistas pelos direitos dos animais.

“Não havia necessidade nenhuma de matá-lo dessa forma. Foi muito cruel, todos viram. Poderiam ter tirado todo mundo de perto, porque muita gente em volta deixou o animal nervoso. O ato configura um desserviço para a evolução de nossa espécie. A banalização da retirada da vida do animal, um ser que sente, diante da população contribui para seu embrutecimento e violência”, afirmou o Movimento Mineiro pelos Direitos dos Animais em nota publicada no Facebook.

Os comentários nas redes sociais mostram profunda indignação com a ação da polícia.“O boi já estava contido com uma corda, amarrado à caminhonete. Era só tocar a caminhonete para fora da cidade. Não tem base, não tinha ninguém quê mexe com gado aí. Brincadeira! Povo totalmente sem noção e despreparado. Nota 0 para toda ação”, afirmou um usuário. “Despreparo total. Havia inúmeras alternativas para resolução deste caso”, comentou outro.

por: Yuri Ferreira : Redação Hypeness

Foto: Reprodução/Youtube

ÚLTIMAS NOTÍCIAS