Polícia Civil investiga ação de rede de estelionatários e prende suspeitos

A Polícia Civil prendeu em flagrante na quarta-feira (16) dois homens suspeitos de integrar uma rede nacional de estelionatários que estaria atuando na Capital e na Grande Florianópolis. A prisão aconteceu nas imediações da Avenida Beira Mar Norte na Capital, onde eles estavam hospedados.

A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São José. Com os presos foram encontrados cartões de crédito em nome de terceiros e alguns sem identificação do proprietário. As investigações começaram após a DIC receber informações que um homem teria tentado fazer compras se utilizando de documentos em nome de terceiros.

Esse homem já era conhecido e havia sido preso anteriormente por policiais da DIC por estelionato – aplicava golpes com cartões e documentos falsos. Ele estaria morando em um condomínio em São José. Em diligências, policiais civis apuraram que havia sido expulso daquele local, pois teria alugado a residência utilizando nome de “laranjas” e cartões fraudados.

Na busca por mais informações foi descoberto que outras duas pessoas fariam parte da quadrilha. Uma deles seria do Estado de Minas Gerais e se apresentava como dono de uma rede de 16 restaurantes em Belo Horizonte.

A Polícia Civil então os identificou e os localizou em um hotel. Foi constatado ainda que a reserva havia sido feita mediante a utilização de uma carteira de habilitação falsa com dados de um suposto morador da Bahia.

Em diligências foram encontrados também diversas fotos de CNH, simulando CNHs eletrônicas. Em poder dos suspeitos foi apreendido também o veículo BMW M4. Os presos em flagrante foram autuados na CPP da Capital por estelionato, falsidade ideológica, falsificação de documento particular, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Segundo o Delegado de Polícia Willian Salles, os fatos apurados pela Polícia Civil levam a crer que há uma rede nacional de estelionatários atuando na Grande Florianópolis. Será instaurado um Inquérito Policial para apuração dos fatos. As investigações continuam.

Policia Civil SC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS