Polícia Civil deflagra Operação contra extorsões sexuais em Criciúma e Içara, Sul de SC

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Repressão a Roubos de Criciúma (DRR/DIC), deflagrou na manhã desta terça-feira (7) a Operação Aletheia, na repressão de extorsões sexuais em série nas cidades catarinenses.

A investigação apontou indícios dos crimes de organização criminosa, extorsões, lavagem de dinheiro, falsidade documental/ideológica e corrupção de menores. A ação foi coordenada pelo Delegado de Polícia Yuri Miqueluzzi, titular da DRR/DIC.

Quatro pessoas envolvidas tiveram a prisão preventiva decretada. Foram cumpridos, ainda, oito mandados de buscas em residências nos bairros Operária Nova, Nova Esperança, Santa Luzia e Imperatriz, em Criciúma, além dos bairros Jaqueline e Boa Vista, em Içara. A investigação teve duração de quinze meses. A organização criminosa executava complexa articulação para extorsão de vítimas, intimamente expostas em enganosas trocas de mensagens por aplicativos.

A atuação dos criminosos tinha início com a criação de perfis falsos de mulheres jovens em redes sociais. Estes perfis eram utilizados para adicionar e arrebanhar potenciais vítimas. As conversas migravam para outros aplicativos de mensagens, onde eram realizadas conversas de cunho sexual e trocas de fotos e vídeos íntimos.

A investigação apontou, ainda, que o grupo simulava que os pais da suposta interlocutora tiveram acesso às conversas e vídeos. Alegavam que a menina era adolescente e, a partir daí, passavam a extorquir dinheiro para que o conteúdo íntimo não fosse divulgado para familiares da vítima ou para a polícia. O grupo assumia identidade de policiais e até criava mandados de prisões para dar veracidade aos golpes. Com medo, as vítimas realizavam pagamentos de grandes quantias em contas bancárias. Em uma das contas do grupo, a movimentação mensal superou os R$ 80 mil.

O trabalho investigativo apurou a participação de, pelo menos, seis pessoas no golpe. Os cumprimentos das prisões e buscas tiveram a participação de 50 policiais civis, com atuação de integrantes da DRR/DIC, DRE/DIC, DH/DIC, CORE (Recursos Especiais da PC), SAER (Helicóptero da PC), 1ª DP, 2ª DP e DPCAMI de Criciúma, DP de Forquilhinha, DP de Içara e DP de Balneário Rincão.

O nome da operação Aletheia é uma referência a um personagem da mitologia grega associada à verdade. Citada em uma das fábulas de Esopo, com o ensinamento de que algo falso pode às vezes começar com sucesso, no entanto, com o tempo, a verdade “Aletheia” prevalecerá.

Fonte: Polícia Civil de SC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Benefício do INSS já tem data para ser pago: Confira

A data de depósito do benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já está disponível para os mais de 35 mil beneficiários. Segurados que...

Boletim Covid-19 do Hospital São Donato de Içara

O Hospital São Donato tem 15 leitos ocupados para tratamento de coronavírus ou suspeita: LEITOS OCUPADOS NA UTI: 10 (lotação máxima) - CASOS CONFIRMADOS (10) - CASOS SUSPEITOS (0) LEITOS OCUPADOS...

IMBITUBA | Prefeito pede que a população “fique em casa”, neste final de semana

O prefeito Rosenvaldo Júnior fez um alerta à população de Imbituba para que neste final de semana, especialmente, os imbitubenses fiquem em casa. Com a...

Funerária Zapelini informa o falecimento da Sra Maria Gomes Becker

Faleceu hoje(05) no Hospital Santa Otília aos 73 anos a Sra.Maria Gomes Becker. A mesma deixa 4 filhos, 10 netos e 3 bisnetos. Seu...