Pessoas relatam que tiveram o a segunda parcela Auxílio Emergencial roubada

Quem recebe o Auxílio emergencial, liberado pelo governo federal, denunciou que os beneficiários referentes a segunda parcela dos R$600 e R$ 1200, por meio do Caixa Tem tiveram o dinheiro roubado. De acordo com as denúncias, as pessoas tiveram o dinheiro sacado entre o período do envio online até a data final de saque. Criminosos estão usando o cadastro dos segurados para repassar o valor para suas contas.

Em São Joaquim algumas pessoas já relataram o problema.  De acordo com os beneficiários, o dinheiro foi transferido para outra conta sem sua aprovação. Ela explicou que, ao tentar sacar o valor na data determinada pela Caixa, foi informada que a quantia não estava mais presente em sua conta.

A instituição disse a mulher que seu CPF já tinha sido cadastrado com um e-mail e telefone que não eram dela, e por isso, o benefício estava indisponível para saque naquele momento.  

“Eu iria receber dia 13 de junho, aguardei e não caiu na minha conta como na primeira parcela. Fui ao banco, esperei horas na fila, o gerente me atendeu e constatou que meu dinheiro tinha sido roubado, meu auxilio tinha sido usado para pagar dois boletos de R$600,00 cada. Fiquei triste e nervosa, pois tinha que pagar minhas contas e simplesmente fui roubada. Fiquei sem ação na hora” explica a jovem que não quis se identificar.

Em outro relato, o fato foi igual. “Eu sou beneficiária do bolsa família, e minha primeira parcela caiu na Poupança. A segunda iria passar pelo aplicativo Caixa Tem, mas depois de um prazo também seria transferido para minha poupança, então aguardei. Porém, quando chegou na data para receber, não aconteceu a transferência. Achei estranho e comentei com o meu filho. Ele tentou acessar o aplicativo Caixa Tem e foi onde a gente se assustou. Já havia um cadastro em meu CPF. Era um e-mail e um telefone estranho e desconhecido por nós. Fiquei assustada, pois não sabia como tudo isso poderia ter acontecido. Fui até a Agência para conversar com o Gerente e ele realmente me informou que minha conta digital teve algumas movimentações, como pagamento de boletos. Diante disso, ele realizou uma contestação no sistema e estou no aguardo da resposta da Caixa. Fiquei muito cheteada, pois estou desempregada e o auxílio veio no momento certo, mas infelizmente existem pessoas de má fé, mesmo diante de uma pandemia”  explica.

O que aconteceu

O que aconteceu foi que, ao modificar os dados de cadastro, os ladrões transferiram sua quantia para uma conta em que a beneficiária não tivesse acesso. Até o momento as vítimas na cidade não conseguiram reaver a situação e que temem que o mesmo ocorra na terceira parcela. 

Vários relatos aconteceram em todo o Brasil. Muitas reportagens com os casos foram publicadas, mostrando a fragilidade de acessos e sistemas da Caixa Econômica.

Posicionamento da Caixa 

Em São Joaquim, o gerente da Caixa Econômica Federal explicou que fará um novo cadastro para a vítima, com os dados e segundo ele, dentro de 5 dias entrará em contato para dar prosseguimento ao processo. A Polícia Federal foi acionada para investigar os casos.

Com informações do site NotisseraSC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quase 150 redes ilegais são apreendidas no complexo lagunar

Uma operação realizada nesta sexta-feira, 18, pela Polícia Militar Ambiental (PMA), de Laguna, com apoio da corporação de Florianópolis, resultou na retirada de 142...

Treviso | Promove o Dia D Testagem para Covid-19 hoje sábado 19

A Secretaria de Saúde de Treviso vai promover o Dia D Testagem para Covid-19, neste sábado, das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia. Todos os moradores, devidamente...

O Mineiro de carvão do distrito de Guatá, homenageado pela sua coragem e bravura…

Esta homenagem está localizada na praça de entrada do distrito de Guatá em Lauro Müller desde 2013, gestão do prefeito  Fabrício.

Educação: Os números do Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2019 revela que o Brasil continua perdendo a corrida educacional. Elaborado a cada dois anos...