Penitenciária de Tubarão é ativada

A penitenciária de Tubarão está oficialmente ativada. A unidade tem 256 vagas e a estrutura prisional, além de áreas de saúde, assistência social, cozinha e celas, prevê espaços para salas de aula e para a implantação das oficinas de trabalho. O local foi oficialmente operacionalizado na última sexta-feira.

O secretário da Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa (SAP), Leandro Lima, destaca que a penitenciária vai receber presos condenados da região Sul. “Há uma demanda por vagas do regime fechado e, neste momento, a secretaria está construindo ou ativando cerca de duas mil vagas em todo o Estado”, diz Leandro.

O diretor do Deap, Vladecir Souza dos Santos, reforça o compromisso com as políticas de reabilitação social e econômica dos internos por meio do trabalho e do estudo. “Nosso objetivo é estender a atividade laboral para 100% dos internos”, observa Vladecir Souza dos Santos.

A gerente da Regional Sul, Juliana Borges Medeiros Ghisi, destaca outro importante benefício com a ativação da penitenciária. “Essa nova unidade vai auxiliar de modo significativo na superlotação das unidades da região Sul. Desejo sucesso e união a todos os policiais penais no desempenho de suas funções”, afirma.

O diretor da penitenciária de Tubarão é o policial penal Guilherme Martins da Silveira, que ocupava a função de gestor do Presídio Masculino de Tubarão. “Uma nova missão se inicia. Um novo ciclo. Uma nova oportunidade de fazer diferente. De ser diferente. De ser a diferença”, diz Guilherme.  O chefe de segurança da penitenciária é o policial penal Cássio Fraga Cimirro.

Para manter os protocolos sanitários de combate à covid-19, à medida em que os internos ingressam na unidade cumprirão isolamento por um período mínimo de dez dias.

DS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS