Passarela é palco de infrações em Tubarão

Somente neste mês, nove motociclistas já foram flagrados e autuados passando pela passarela Ângelo Antônio Zaboti, em frente à Unisul, em Tubarão. Os dados foram divulgados pela secretaria de Segurança, Trânsito e Patrimônio, através da Guarda Municipal.

A passagem de concreto foi inaugurada no dia 31 de julho do ano passado e é a primeira travessia sobre o rio Tubarão planejada para atender aos conceitos de mobilidade urbana para pedestres, ciclistas e cadeirantes.

Motos são proibidas de trafegarem por ali, mas os flagrantes desse tipo de infração têm se tornado cada vez mais frequentes. “A maioria dos casos são registrados durante a madrugada, quando o número de pessoas usando a passarela é bem menor. Mas, mesmo assim, as câmeras de monitoramento flagram as infrações e os motoristas são autuados”, explica Joelson Mendes, diretor da Guarda Municipal de Tubarão.

Segundo Joelson, além das três câmeras presentes na estrutura, a GM realiza a fiscalização presencial, principalmente nos horários de maior movimento, como na entrada e saída das escolas e da universidade.

Quem insistir na prática é multado conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com o artigo 193 do CTB, transitar com o veículo em calçadas, passeios, passarelas, ciclovias, ciclofaixas, ilhas, refúgios, ajardinamentos, canteiros centrais e divisores de pista de rolamento, acostamentos, marcas de canalização, gramados e jardins públicos é infração gravíssima com penalidade de multa de R$ 880,41. “Além da infração, tem a questão de possíveis acidentes que podem acontecer, o que coloca em risco quem está passando por ali, seja pedestre, ciclista ou cadeirante”, reforça Joelson.

Guilherme Corrêa | DS

Foto: Guarda Municipal de Tubarão/DS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS