Papa pede diálogo no Afeganistão para paz e segurança

O Papa Francisco pediu diálogo ontem domingo para encerrar o conflito no Afeganistão e para que as pessoas possam viver em paz, segurança e com respeito recíproco.

Francisco fez o apelo em seu pronunciamento do meio-dia enquanto insurgentes do Talibã chegavam à capital Cabul e os Estados Unidos retiravam os diplomatas de sua embaixada por helicóptero.

“Eu me junto à preocupação unânime sobre a situação no Afeganistão. Eu peço que todos rezem comigo para o Deus da paz para que o estrondo das armas se acabe e soluções possam ser encontradas em torno de uma mesa de diálogo”, disse ele aos peregrinos e turistas na Praça de São Pedro.

“Apenas desta maneira pode a população martirizada daquele país – homens, mulheres, idosos e crianças – poderão voltar às suas casas e viver em paz e segurança em completo respeito recíproco”, disse.

Há muito poucos cristãos no Afeganistão, quase todos estrangeiros em embaixadas ou trabalhando como profissionais de socorro.

A chegada do Talibã à capital Cabul confirma um avanço relâmpago dos militantes islâmicos, que foram derrubados há 20 anos pelos Estados Unidos após os ataques de 11 de setembro.

Com informações da Reuters

ÚLTIMAS NOTÍCIAS