Operação Eleições 2020: PRF registra 33 ocorrências de crimes eleitorais neste 15 de novembro

Neste domingo (15), enquanto milhares de brasileiros iam às urnas exercer sua cidadania por meio do voto nos mais de cinco mil municípios brasileiros, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) dava continuidade à Operação Eleições 2020. Além da rotineira atenção à segurança viária e ao enfrentamento à criminalidade, os agentes PRF voltaram o foco do policiamento para os crimes eleitorais. 33 ocorrências foram registradas.

Estrategicamente distribuída em todas as regiões do país, a PRF buscou coibir crimes eleitorais, ou seja, as condutas ilícitas ou reprováveis que ofendem os princípios resguardados pela legislação eleitoral, como a lisura e a legitimidade das eleições, a liberdade e o sigilo do voto. Justamente contrariando a lei, 42 pessoas foram pegas em flagrante e detidas pelas equipes de pronta resposta federal PRF nas rodovias que cortam o país. Além disso, foram apreendidos ainda 1,3 quilos de ouro, duas armas de fogo e 37 munições.

Apreensão de “tickts cortesia” e material de divulgação de candidato, transporte irregular de eleitores e boca de urna estão entre os crimes eleitorais registrados durante a Operação. O que chama a atenção é o valor de R$ 441,6 mil em espécie apreendidos pelos agentes federais.

INTEGRAÇÃO – A PRF é um dos órgão inseridos na “Operação Integrada de Segurança Pública” planejada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para as eleições 2020 apresentada, durante coletiva de imprensa, no último dia 16 de outubro.

PRF

ÚLTIMAS NOTÍCIAS