O homem que faltou ao trabalho por 15 anos, recebendo salário, até ser descoberto

Um hospital italiano pagou um funcionário por 15 anos mesmo sem ele comparecer ao trabalho. Ao menos é o que mostra uma investigação da Ansa, Agência Italiana de Notícias.

Segundo os documentos obtidos pelos jornalistas da bota, o hospital público Ciaccio, em Catanzaro, na Calábria, pagou mais de 500 mil euros diluídos em 15 anos de serviço para um funcionário que não aparecia no hospital desde 2005.

O nome do homem não foi divulgado, mas pelo que mostram as apurações, ele foi contratado no ano de 2005 e demitido após não assinar um relatório crítico emitido por um dos seus superiores.

O gestor que teria sido responsável pela sua demissão acabou se aposentando e, por 15 anos, o contracheque adicional do funcionário fantasma não foi percebido pelos departamentos de Recursos Humanos da instituição de saúde.

Agora, o suposto funcionário fantasma responde por fraude, extorsão e abuso de poder por parte das autoridades italianas, que não acreditam num simples engano por parte do hospital.

A investigação crê que o faltante era um funcionário fantasma e que parte desse dinheiro era revertido para algum dos diretores do hospital. Seis gestores da instituição foram interrogados acerca do caso. O homem também teve de prestar depoimentos à polícia, mas não se sabe o que o espertinho disse às autoridades.

No total, o anônimo recebeu 538 mil euros (cerca de 3,6 milhões de reais) ao longo dos 15 anos faltando no serviço. (É nessas horas que bater ponto faz falta, né?).

Redação Hypeness 

Foto: © Getty Images

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS