Museu Histórico Municipal – Espaço Assis Chateubriand – 20 ANOS RESGATANDO A HISTÓRIA DO POVO JOAQUINENSE

Museu Histórico Municipal de São Joaquim – entidade vinculada a Prefeitura Municipal, foi inaugurado no dia 10 de junho de 2000 com o nome de Museu Histórico Municipal de São Joaquim – Espaço Assis Chateaubriand (MHM).

Localizada na rua Major Jacinto Goulart, 168 – Centro, a casa pertencia ao Sr. Thomaz Costa e sua esposa Carlota Schulze Costa. A edificação foi construída entre os anos 1948 a 1951 e era uma residência particular. Em 27 de setembro de 1958, a edificação foi adquirida pela Prefeitura Municipal de São Joaquim, onde passou a ser residência oficial do município até o ano 1996. No ano de 1997, a edificação passou pelo processo de restauração para a instalação do museu histórico. Em 15 de setembro de 1998, o então prefeito municipal João Carlos Pagani, aprovou o tombamento do imóvel como Patrimônio Histórico Municipal. Na época, a Secretária de Turismo, Neuza Couto (in memoriam) foi a grande protagonista desta conquista. Neuza lutou muito para tombamento do imóvel e a criação do Museu.

Foi a preocupação com o patrimônio histórico do município, que levou a elaboração do projeto, que ia além do ato de restaurar e preservar o patrimônio arquitetônico em si, mas o que ele representa na história. Com a restauração do edifício foi possível recuperar, preservar e valorizar este tão importante patrimônio, que hoje, possui um acervo diverso.

Nesta quarta-feira, 10, o Museu completa 20 anos de sua existência. E com o passar desses anos vêm possibilitando investigações do passado com ações no presente, além de enriquecer o conhecimento histórico do município

O nome do Museu é em homenagem ao grande comunicador e empresário brasileiro, Assis Chateubriand. Os motivos se deram aos relevantes serviços de divulgação do município que Chateaubriand fez nos seus veículos de comunicação. Ele passou por São Joaquim durante a Revolução de 1930. Na ocasião de sua passagem foi salvo por um fuzilamento pelo joaquinense Cesar Martorano. E, por gratidão começou a divulgar os potenciais do município. Além disso, a viabilização do museu foi patrocinada pela fundação que leva o seu nome com sede em Brasília.

A história de um povo é estruturada e desenvolvida a partir de sua história. A importância do Museu para o município é de valor inestimável.

Visite, encante-se, indique e principalmente, valorize!

Com informações do site NotisseraSC

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Governo lança iniciativa para simplificar regras trabalhistas

Com o objetivo de eliminar a burocracia no setor produtivo, o Governo Federal lançou o Descomplica Trabalhista. Por meio do programa, dois mil documentos...

Bashkir Curly: os cavalos ‘labradores’ cacheados que parecem seres de outro planeta

Conhecidos como Bashkir Curlies, American Bashkir Curlies e North American Curly Horses, os Curly Horses (cavalos cacheados), em tradução livre) são uma raça especial de equinos. Existentes em diversos...

Homem que jogou soda cáustica em ex-namorada é condenado a oito anos de prisão

Condenação foi por tentativa de feminicídio. Vítima sofreu ferimentos graves e ficou com sequelas. O Tribunal de Júri da Comarca de Indaial condenou, na quinta-feira...

Polícia Civil cumpre prisão preventiva de advogada suspeita de integrar organização criminosa

A Polícia Civil cumpriu a prisão preventiva expedida pela Justiça contra uma advogada suspeita de integrar uma facção criminosa em Santa Catarina e de...