MUNDO : Grupo neonazista vandaliza estátua de George Floyd em Nova York

Um busto de George Floyd, homem negro cuja morte por um policial branco levou à última grande onda de protestos raciais nos Estados Unidos, foi coberto por pixações feitas por um grupo supremacista branco, dias depois de sua instalação no Brooklyn, em Nova York.

De acordo com a polícia, o ato de vandalismo foi cometido na madrugada da última quinta-feira, 24, por quatro indivíduos que foram flagrados por câmeras de segurança e estão sendo investigados pela Unidade de Crimes de Ódio, que pediu ajuda aos cidadãos para identificá-los.

A inscrição no pedestal onde o busto está instalado foi coberta com tinta preta e os responsáveis escreveram em tinta branca o site da Patriot Front, uma organização supremacista com uma pequena presença, mas crescente, em Nova York.

O ataque ocorreu na véspera da sentença de Derek Chauvin, ex-policial de Minneapolis (Minnesota) condenado pelo assassinato de Floyd, pelo qual os promotores pedem 30 anos de prisão.

Derek Chauvin retornará ao tribunal do centro de Minneapolis nesta sexta-feira, 25, para ser sentenciado pelo assassinato de George Floyd. Chauvin, que foi demitido após o assassinato e condenado por um júri em abril sob as acusações de assassinato não intencional em segundo grau, assassinato em terceiro grau e homicídio em segundo grau, pode pegar 30 anos de prisão.

A polícia de Nova York disse que está investigando o ataque ao monumento.

“Vou ser absolutamente claro com o grupo neonazista que fez isso: saia do nosso estado”, tuitou o governador do estado de Nova York, Andrew Cuomo, acrescentando que agentes especializados da polícia estadual se ofereceram para ajudar na investigação.

“Vamos levar esses covardes à justiça”, comentou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, no Twitter.

A estátua de madeira – feita pelo artista plástico Chris Carnabuci – foi inaugurada no último sábado, 19, na presença de Terrence Floyd, irmão de George.

A obra de quase 2 metros de altura está localizada em frente à Biblioteca Pública do Brooklyn e permanecerá lá por cerca de três semanas até ser transferida para a Union Square, no distrito central de Manhattan.

Na noite de quarta-feira ou no início de quinta-feira, outra estátua de Floyd, em frente à prefeitura de Newark, New Jersey, também estava coberta de tinta.

Com informações da VEJA.COM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS