MUNDO : Austrália limita vacina da AstraZeneca apenas para maiores de 60 anos

A Austrália limitou ontem quinta-feira, 17, a aplicação da vacina da AstraZeneca apenas para maiores de 60 anos devido aos casos raros de coágulos sanguíneos associados ao imunizante da farmacêutica.

Desde o início da vacinação foram aplicadas mais de 3,3 milhões de doses do antígeno desenvolvido pelo laboratório anglo-sueco. Contudo,  o país também registrou sessenta casos desses coágulos, incluindo duas mortes.

O painel consultivo do país citou um risco aumentado de trombose após a vacinação com a AstraZeneca em pessoas com idades entre 50 e 59 anos. Em nota, a empresa que aconselha o Ministério de Saúde nacional diz que o risco também existe em pessoas acima de 60 anos, porém menor do que aquele visto nos mais jovens. Apesar da nova diretriz, o governo aconselha para aqueles que já tomaram a primeira dose do laboratório seguir com a segunda aplicação normalmente.

Em abril, o painel já havia colocado como “favorita” para menores de 50 anos a vacina da Pfizer, por não apresentar problema semelhante entre os vacinados. A última atualização, publicada nesta quinta-feira, observa que a nova recomendação foi revisada devido a um maior risco de gravidade causado pela trombose em comparação com outros países do mundo.

Até o momento, a Austrália já aplicou 6,2 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus em sua população, o equivalente a 20,8% dos australianos. Desde o início da pandemia, 30.302 casos de Covid-19 foram registrados no país, com um total de 910 mortes.

Reportagem: Matheus Deccache/VEJA.COM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS