Mundo | Agência da Itália autoriza testes de vacina em humanos

(ANSA) – A Agência Italiana de Medicamentos (Aifa) autorizou nesta sexta-feira (31) a realização dos testes em humanos da candidata a vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) produzida pela empresa ReiThera.

O estudo da fase 1 envolve 90 voluntários saudáveis divididos em dois grupos: um com adultos entre 18 e 55 anos; e outro com idosos, de 65 a 85 anos. A ideia é separar cada grupo em três, com 15 pessoas cada, para totalizar 6 equipes. O tratamento será feito com a aplicação de três doses e terá início com o grupo 1, prosseguindo com o restante depois da verificação dos dados de segurança.

O ensaio clínico já foi avaliado positivamente pelo Instituto Superior de Saúde da Itália e obteve o parecer favorável do Comitê de Ética do Instituto Lazzaro Spallanzani.

Os testes serão realizados na instituição referência em doenças infecciosas, localizada em Roma, e no Centro de Pesquisa Clínica de Verona. O objetivo é avaliar a segurança e imunogenicidade da vacina GRAd-COV2, com base em um vetor adenoviral e contra o coronavírus 2 responsável pela síndrome respiratória aguda grave (Sars-CoV-2).

De acordo com as pesquisas, o medicamento demonstrou ser suficientemente seguro e imunogênico em testes em animais, apresentando anticorpos contra a Covid-19.

O projeto de desenvolvimento de vacinas é apoiado pelo Ministério de Pesquisa junto com o Conselho Nacional de Pesquisa (CNR) e a região do Lazio. (ANSA)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Papa no Angelus: Jesus é a mão do Pai que nunca nos abandona

Francisco lembra que, "quando sentimos forte a dúvida e o medo, e parece que afundamos, não devemos ter vergonha de gritar, como Pedro: 'Senhor,...

Recessão econômica gerada pela pandemia impactou financiamento do Fundeb

Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) constatou que a queda na arrecadação de impostos, ocasionada pela pandemia da Covid-19, teve impacto no financiamento...

Aprovado PL que prevê pagamento de pessoal com salário-educação durante pandemia

Foi aprovado no Senado o projeto que permite o uso do salário-educação para pagamento de pessoal durante o estado de calamidade causado pela pandemia....

Ministério da Infraestrutura certificou mais nove postos de combustível como pontos de parada e descanso de caminhoneiros, os chamados “PPDs”. Em março, 12 estabelecimentos...