InícioNotíciasMorre Tio Preto, o pioneiro do Movimento Tradicionalista Gaúcho em Santa Catarina

Morre Tio Preto, o pioneiro do Movimento Tradicionalista Gaúcho em Santa Catarina

Morre no início da manhã desta terça-feira, aos 89 anos, um dos pioneiros do movimento tradicionalista gaúcho no Estado, Itamar Sebastião Mattos, conhecido como Tio Preto. Nascido em novembro de 1930, em Gravatal. Tropeiro na juventude, buscava cavalos no interior do Rio Grande do Sul para entregar no Porto de Imbituba, homem do campo, teve uma vida de bastante sacrifício, que lhe permitiram a compra de terras e a construção de seu CTG na década de 1970.

Devido a problemas cardíacos, Tio Preto estava internado há cinco dias na UTI, de um hospital em Tubarão, e seu falecimento foi em decorrência de falência múltipla de órgãos. O velório ocorre a partir das 11 horas no salão de eventos do CTG Preto Velho, na Fazenda 37.

“Um homem que desde os seus 52 anos foi tratado por problemas cardíacos. Acho que nem ele mais sabia quantas pontes de safena e outras intervenções sofreu. Mas saia do hospital já pensando em montar a cavalo e fazer tradição gaúcha Brasil a fora. Superou a morte da esposa, de um filho, uma filha e alguns netos fazendo todos olharem para frente. E lamentavelmente não foi escrito um livro com suas histórias.” declarou seu amigo e apresentador Rafael Bicca.

Morador de Pescaria Brava e fundador de um Centro de Tradições Gaúchas (CTG) que levava seu nome, em Taquaruçu,  devoto de São Sebastião, herança de sua mãe. A devoção era tanta, que anos depois de estabelecido em Pescaria Brava, voltava à cidade natal, em janeiro, liderando uma cavalgada que saia de Taquaruçu, passava por Capivari de Baixo e chegava à Gravatal.

“Minha mãe era devota. Tanto que Sebastião é o nome do meu irmão, que nasceu no dia do santo. Eu também tenho Sebastião no nome”, lembrou em um entrevista ao jornal Folha do Vale, anos atrás. Itamar Sebastião Mattos foi um dos fundadores do MTG em Santa Catarina e foi presidente da entidade por diversos mandatos, deixando o cargo em 2012.

Pai da ex-vereadora de Laguna, Jussalva Mattos (Nega) e avô do atual vereador do município, Patrick Mattos. Ao todo, Itamar deixa sete filhos, 23 netos, bisnetos e tataranetos.

Com informações do Portal Litoral Sul